\imprensa Viva
.

Lula e Gilmar mendes comemoram refresco da imprensa. Foco da mídia é derrubar Temer para ontem



O ex-presidente Lula e o ministro do Supremo Tribunal Federal estão bastante contentes com o fato da Rede Globo e outros órgão da imprensa terem voltado todas as suas artilharias contra o governo Temer. Todos os canais e sites da Globo, e o Site O Antagonista, passaram a última semana pedindo a renúncia imediata do presidente. Há poucos dias, Lula foi acusado de 10 crimes de corrupção e 44 de lavagem no processo referente ao sítio em Atibaia, mas quase não se noticiou o fato. Na mesma semana, a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, deu um ultimato ao ministro Gilmar Mendes para que ele se manifeste sobre o pedido de impedimento para julgar os casos relativos ao ex-bilionário Eike Batista, patrão de Guiomar Mendes, esposa do ministro.

A Globo e outros meios de comunicação já haviam até mesmo escolhido os nomes dos possíveis sucessores de Michel Temer: O candidato da JBS, Henrique Meirelles e o candidato do banco Pactual de André Esteves, Nelson Jobim, figuravam entre os favoritos para a eleição indireta na Câmara. Tudo isso sem combinar com a sociedade.

O problema é que Temer não cedeu à pressão da Globo e não renunciou. O presidente demonstrou habilidade em manter sua base aliada quase intacta, apesar da campanha maciça movida pelos meios de comunicação contra seu governo.

No campo político, as velhas raposas também farejaram certo perigo na treta que vinha sendo engendrada por setores da imprensa. Caso o TSE casse a chapa Dilma/Temer, o presidente terá que entregar o cargo e haverá eleição indireta na Câmara. O problema é que seu sucessor irá herdar o êxito do governo na área econômica e pode se cacifar para disputar as eleições presidenciais de 2018.

Alarmados diante da possibilidade de ver o controle do país ir parar nas mãos de alguém de fora do clube. o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso começou a se articular com os ex-presidentes Lula, Sarney e Collor para encontrar uma alternativa que não fuja das tradicionais alianças políticas que imperam no Brasil há décadas. Tudo isso sem combinar com a sociedade, que até o momento, não se entusiasmou muito com a saída de Temer. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget