\imprensa Viva
.

Globo e O Antagonista querem mais 30 milhões de desempregados e apostam no Caos para derrubar Temer

Clã da Globo e o indiano do site O Antagonista (fotomontagem)


A Globo e outros sites alinhados com o mercado financeiro, como site da Consultoria Empiricus, O Antagonista, parecem ignorar todas as revelações graves envolvendo os es-presidente Lula e Dilma e apontam toda sua artilharia contra o governo Temer.

Os veículos promovem um verdadeiro massacre contra o atual governo, exigindo a renúncia de Temer, enquanto ataques especulativos são promovidos por seus parceiros comerciais, que lucram bilhões com a queda na Bolsa de Valores e a alta do dólar. A própria JBS reconheceu que lucrou R$ 1 bilhão com a compra da moeda americana às vésperas do vazamento de edições truncadas da transcrição do áudio da conversa gravada pelo empresário Joesley Batista com o presidente Michel Temer.

O desespero com que tentam desestabilizar o governo justamente num momento de retomada do crescimento econômico e da geração de empregos assusta a população. Trata-se de uma batalha envolvendo interesses que não contemplam a população, que há muito tempo não experimentava um clima de relativa segurança com a queda da inflação, dos juros e da cotação do dólar.

É fato que o governo Temer cortou muitos gastos que não agradaram a setores acostumados ao acesso fácil ao dinheiro do contribuinte. A Globo, dominada pelo pensamento de esquerda, vive dificuldades com o corte de verbas da publicidade governamental, de onde sempre obteve a maior fatia de seu faturamento. A possibilidade de que a emissora tenha lucrado com o vazamento de transcrições falsas da conversa gravada por Joesley Batista com Temer também é grande. Na emissora, são várias cabeças que defender que o Estado tem  o dever de sustentar a atividade cultural de um grupo que faz parte da elite artística e jornalistica do país.

O problema é que se apegaram a acusações extremamente frágeis contra Michel Temer e não esperavam que o presidente fosse reagir de forma tão enérgica. Temer não cedeu as pressões oportunistas e surpreendeu a todos, inclusive membros de sua própria equipe econômica. A participação do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, na visita do dono da JBS ao presidente Michel Temer também levantou uma série de suspeitas. Meirelles insistiu para que Temer recebesse Joesley Batista no Palácio do Jaburu. Não se sabe se o ministro da Fazenda sabia da trama do empresário, que levou consigo um gravador para tentar arrancar algum diálogo comprometedor com Temer. Mas é fato que Meirelles, ex-presidente do grupo JBS, é o candidato da Globo e do mercado financeiro para assumir o lugar de Temer.

Neste momento, grupos poderosos atuam para derrubar o governo e contam com o apoio de gente como Gilmar Mendes, Lula, Nelson Jobim, Joesley batista e outras figuras bastante suspeitas. Estão todos interessados no caos político e nos lucros que uma nova crise pode gerar para todos. Ninguém se importa se milhões de brasileiros vão perder seus empregos com uma nova crise econômica. A irresponsabilidade com que a Globo, O Antagonista e outros veículos alinhados com o mercado financeiro tentam explorar elementos tão frágeis para derrubar Temer é indecente.

Até aqui, tudo caminhava para uma transição tranquila em 2018, mas a ameaça que paira sobre o ex-presidente Lula, que pode ser condenado e se tornar inelegível, fez com que setores que passaram a última década e meia se beneficiando dos esquemas de corrupção mantidos pelos governos petistas se precipitassem em uma clara tentativa de golpe. Eles querem Lula no poder e o fim da Lava Jato, que pelo andar da carruagem, logo chegará aos esquemas da Globo com o PT.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget