\imprensa Viva
.

Esquerda deve ser praticamente extinta nas eleições de 2018. Globo nichos comunistas tentam reverter cenário futuro



A insatisfação dos eleitores com a corrupção no Brasil é generalizada e atinge praticamente todos os políticos e partidos. Apesar desta tendência de renovação do Congresso e no comando da maioria dos Estados, levantamentos encomendados por setores ligados aos núcleos universitários, sindicatos, entidades da classe artística e pela Rede Globo apontam que os partidos de esquerda serão os mais afetados nas próximas eleições de 2018.

Embora exista um sentimento generalizado de repulsa à classe política, pesquisas recentes constataram que a insatisfação da sociedade em relação às esquerdas brasileiras é bem maior, inclusive nas periferias dos grandes centros. Analistas avaliam que a resistência aos políticos e ativistas de esquerda é uma consequência natural ao fato de o pais ter sido comandado por mais de 13 anos pelo PT, até o momento, o maior partido de esquerda do Brasil.

A convicção dos eleitores é a de que foi justamente durante este período que teria ocorrido um recrudescimento extraordinário da cultura da corrupção no país, quando não apenas mais políticos passaram a roubar o dinheiro contribuinte, mas também empresas como bancos, empresas de telefonia e prestadores de serviços incorporaram a cultura da corrupção em suas gestões.

A população vê setores da esquerda como responsáveis pela ampliação da cultura da corrupção no país, a exemplo do que ocorre na Venezuela. O eleitor passou a entender que a esquerda privilegia seus planos de poder, mas não foram capazes de implantar um plano para o país. O resultado efetivo dos governos de esquerda é o que pesa na avaliação do eleitor. O Brasil enfrenta crises econômicas, políticas, sociais e institucionais graves. Os ricos se tornaram mais ricos e os pobres avançaram bem menos que os pobres de outros países ao longo da última década e meia.

O Brasil ficou atrás de países como México, Colômbia e Chile em praticamente todos os avanços sociais. A população pobre destes países melhorou de vida graças a mecanismos clássicos de distribuição de riquezas, como o acesso a emprego e abertura de pequenos negócios, enquanto no Brasil, a melhora efêmera na vida da população mais carente se deu através dos programas sociais, como o Bolsa Família, o que não significa uma conquista efetiva proveniente do esforço do Estado em contrapartida ao mérito do cidadão. Lula e Dilma são vistos como os ex-presidentes mais corruptos da história do país e contribuíram para o desgaste irreversível dos socialistas perante os eleitores. O medo agora é o surgimento de um "outsider" , um elemento de fora do mundo político, que verbalize a insatisfação generalizada da população com a tradicional corrupção das esquerdas brasileiras. Há praticamente um consenso entre a população de que Lula e Dilma são os responsáveis pela escalada da corrupção no país observada nos últimos anos. Se antes ainda havia aluma dúvida de que eles sabiam dos esquemas criminosos, hoje a convicção é de os dois comandaram todos os esquemas de corrupção no Brasil, inclusive com a inclusão de outros agentes corruptos de outros partidos.

A preocupação da morte da esquerda no país pode ser traduzida pelo desespero de seus representantes e da incapacidade destes setores em convencer a sociedade sobre sua relevância. As esquerdas brasileiras perderam mais de 80% de participação na vida política do país nas eleições de 2016. Meios de comunicação como a Rede Globo estão se mobilizando em torno de pautas tradicionais da esquerda visando minimizar o impacto previsto nas próximas eleições de 2018.  A onda de rejeição popular aos setores comunistas e socialistas da política deve se agigantar nos próximos pleitos, revelam estudos encomendados pela Fundação Perseu Abramo, ligada ao PT.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget