\imprensa Viva
.

Defesa de Lula parecia Seleção Brasileira diante da Alemanha no 7x1. O "técnico" também ficou perdido diante de Moro



Às Vésperas do depoimento do ex-presidente Lula ao juiz Sérgio Moro, o ex-ministro Gilberto Carvalho havia garantido que o petista seria "brilhante" como sempre e que tiraria de letra mais esta fase do processo que figura como réu principal no caso relativo ao triplex no Guarujá.

Mas o que se viu nesta quarta-feria foi algo bem diferente. Nervoso, o ex-presidente não conseguiu repetir a performance de palanque eleitoral exibida durante seu último depoimento na 10ª Vara Federal, em Brasília, em março. Meticuloso, Moro jantou Lula e não deixou o petista fazer discurso político, lembrando-o que o interrogatório não era  horário de propaganda eleitoral.

Lula tentou recorrer a metáforas para justificar suas alegações de que não sabia de nada o tempo todo e disse que era igual nota dos filhos na escola, "Você só sabe quando recebe o boletim escolar". Moro desmontou o argumento do petista e disse que sabe sim quais são as notas de seus filhos na escola, que acompanha tudo de perto.

O consenso entre os petistas é que o depoimento de Lula para o juiz Sérgio Moro foi um verdadeiro destare. O petista caiu em contradições, admitiu encontros comprometedores e acabou passando a imagem de um culpado cuja única esperança é a de que não existam provas sobre seus crimes.

"Parecia o Brasil diante da Alemanha no dia do 7x1", comparou um dirigente petista. "Não apenas o Lula, mas também seus advogados não conseguiram apresentar um desempenho satisfatório. Estavam todos perdidos diante do juiz Moro"
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget