\imprensa Viva
.

CONFIDENCIAL - Lula recomendava propina de 1% para o PT em projetos do do pré-sal, diz executivo à Polícia Federal



Embora o ex-ministro Antonio Palocci tenha recuado de sua disposição de firmar um acordo de colaboração com a Lava Jato,  o petista já tinha mencionado alguns detalhes sobre a participação de Lula nos esquemas de corrupção que pretendia delatar.

Palocci desistiu de delatar logo após a decisão do STF de mandar soltar seu colega José Dirceu, mas chegou a adiantar alguns detalhes sórdidos sobre o "chefe" ao procuradores, como a informação de que Lula ‘deu uma instrução que o 1% vai ser todo pago para o PT". Palocci confirmou o depoimento de três delatores da Odebrecht que prestaram a mesma informação aos procuradores da Operação Lava Jato.

Os executivos disseram que Palocci cobrou 1% de propina pelos contratos de seis sondas de perfuração marítima, para exploração das camadas do pré-sal, pela Petrobrás. Rogério Araújo, que era o contato da empresa no negócio, disse ter ouvido de um ex-executivo da estatal que o ‘Sapo Barbudo’, que seria uma referência ao ex-presidente Lula, teria dado instruções sobre o acerto ao PT.

“O Pedro Barusco (ex-gerente da Petrobrás) voltou para mim e falou: ‘olha, esse 1% vocês vão ser procurados por um interlocutor do PT, porque…’, ele até usou um termo, ‘Sapo Barbudo’, o ex-presidente Lula, ‘deu uma instrução’, isso que ele me disse, ‘que o 1% vai ser todo pago para o PT, porque não querem empresas estrangeiras pagando esse dois terços para o PT, ele tem confiança na Odebrecht’”, relatou o delator Rogério Araújo.

A conversa teria ocorrido em 2012, logo depois da assinatura do contrato do consórcio formado pela Odebrecht, OAS e UTC, com a Sete Brasil, empresa criada pela Petrobrás, em parceria com bancos e recursos de três fundos de pensão federal (Petros, Previ e Funcef). Ao todo, eram 21 sondas que a Sete forneceria para a Petrobrás.

Embora o ex-presidente Lula, Dilma e demais membros do PT tenham comemorado o recudo de Palocci sobre sua intenção de delatar, um dirigente do partido demonstrou estar muito preocupado com o que o ex-ministro já tenha falado. "O Lula não tem medo de quase nada, companheiro. Ele só tem medo das coisas que ele não sabe e ir para um depoimento com o juiz Moro sem saber das coisas é complicado", admitiu o petista. Lula está feliz, mas continua com medo de Moro.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget