\imprensa Viva
.

Ato de vandalismo em Brasília foi parte de manobra articulada para derrubar governo. Tem algo podre no ar




Os atos de vandalismo registrados nesta quarta-feira na Esplanada dos Ministérios em Brasília já estão sendo usados por forças políticos que estão de fora da vida pública, por jornalistas e emissoras de TV como argumento para afirmar que o governo Temer se tornou insustentável também sob o ponto de vista da sociedade. Ninguém falou que atear fogo em um prédio cheio de servidores pode ser considerado um ato de terrorismo e tentativa de homicídio. Estão todos é questionando a decisão de Temer de convocar as forças armadas para proteger o patrimônio público e evitar a invasão do Palácio do Planalto.

Mas todos brasileiros sabem que o que se viu em Brasília não foi nenhuma manifestação cívica, mas sim um bando de criminosos controlados pelo PT, MST e sindicatos insatisfeitos com o fim do imposto sindical. Há muitas razões para que as tais "forças políticas" se aproveitem de um momento de fragilidade para tentar derrubar Temer. No último mês antes da crise, o governo conseguiu os melhores resultados na retomada da geração de empregos e nos indicadores econômicos, com a inflação em baixa, perspectiva de queda dos juros, dólar estável e a retomada dos investimentos de setores produtivos.

O ingresso de dólares na economia é um claro indicador de que o país havia retomado a confiança dos investidores estrangeiros e  a economia caminhava a passos largos rumo a total recuperação. Mas isso só foi possível com a promoção de cortes de gastos em áreas sensíveis para muita gente, como os gastos em propaganda estatal, liberação de recursos duvidosos, fim de incentivos fiscais e o próprio fim do imposto sindical.

Embora o presidente Michel Temer não tenha conseguido decolar na avaliação positiva na opinião pública, segundo os institutos de pesquisa, havia um clima de normalidade política e estava tudo encaminhado para uma transição tranquila em 2018, excetuando o fato de um criminoso como Lula pleitear disputar as eleições.

A Globo foi apontada por vários especialistas e até mesmo profissionais no ramo da comunicação como responsável pelo vazamento de uma transcrição falsa de uma conversa gravada pelo empresário Joesley Batista e o presidente Michel Temer, o que teria desencadeado a atual crise política. A Procuradoria-geral da República também foi questionada por firmar um acordo de delação tão rápido com o grupo JBS, mesmo sabendo que os sócios da empresa estavam prestes a cair em uma operação da Polícia Federal. Janot firmou o acordo sem a participação da Polícia Federal e da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, faltando apenas três meses para o fim de seu mandato na PGR. O mais assustador em tudo isso é a articulação coordenada entre a Globo e setores da esquerda para tentar derrubar Temer. A emissora está há mais de 180 horas pedindo a renúncia de Temer e estimulando manifestações por sua saída.

A sociedade não foi para as ruas. Isto significa que parte da população vê com desconfiança as manobras de bastidores tramadas por grupos de interesse que se sentem ameaçados com a recuperação da economia do país. Caso Temer seja mesmo derrubado, qualquer um que assumir seu lugar estará se cacifando para disputar as eleições em 2018. Aquele que assumir o lugar de Temer se apropriará de suas conquistas na área econômica que estão em franco desenvolvimento e terá algo a mais para apresentar ao eleitor na época das eleições, além de dispor da máquina pública.

Isto significa que neste momento, quem está escolhendo o sucessor de Temer e o futuro presidente do Brasil a partir de 2019 não é o povo, mas o mesmo grupo de políticos e empresários que dominam o país há décadas, mas que ficaram de fora das decisões durante o último ano de governo Temer, como os meios de comunicação, os sindicatos e especuladores do mercado financeiro. Não será nenhuma surpresa se Lula, Dilma e outros criminosos que ajudaram a roubar o país nas últimas décadas permanecerem impunes.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget