\imprensa Viva
.

Atear fogo num prédio com pessoas dentro pode ser considerado tentativa de homicídio e ato de terrorismo



O oportunismo e o desespero da Globo e de setores da esquerda atingiu o limite do tolerável quando criticaram a iniciativa do governo de solicitar reforço das Forças Armadas para controlar os baderneiros profissionais que tentaram incendiar a Esplanada dos Ministérios na última quarta-feira (24). Não é nenhuma novidade que membros do PT, CUT e MST receberam treinamento de guerrilheiros das FARC, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

As técnicas de ataques sorrateiros e rápidos em locais pouco guarnecidos por forças de segurança são reconhecidas como práticas terroristas e envolvem treinamento e sangue frio. Não é qualquer cidadão que tem a capacidade de enfrentar policiais armados e fazê-los recuar com movimentos coordenados e meticulosamente planejados. Os indivíduos selecionados pelo PT e seus braços sindicais e nos movimentos sociais selecionaram terroristas profissionais para incendiar prédios públicos com pessoas dentro.

Diante da falta de controle da situação por parte das forças policiais diante dos atos violentos de de vandalismo e depredação do patrimônio público, inclusive com a ameaça da vida de inocentes, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, classificou como necessário o pedido dereforço das Forças Armadas para controlar a situação na Esplanada dos Ministérios.

O ministro disse que as manifestações controladas por setores da esquerda "degringolou para violência, vandalismo, desrespeito, agressão e ameaça". A Globo não mencionou os incêndios criminosos que colocaram a vida de servidores em risco e tratou os terroristas como "manifestantes".


Temer assumiu a determinação de convocar as forças armadas para conter os atos de terrorismo. Segundo o ministro da Defesa, "O presidente ressalta que é inaceitável a baderna, o descontrole e que ele não permitirá que atos como esse venham a turbar um processo que se desenvolve de maneira democrática e em respeito às manifestações".

Temer assinou decreto em edição extra do "Diário Oficial" da União que autorizou o emprego das Forças Armadas para a garantia da lei e da ordem no Distrito Federal".

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget