\imprensa Viva
.

A casa caiu para o LADRÃO. Aécio Neves foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista, da Friboi



O senador Aécio Neves, já denunciado por esquemas de corrupção por executivos da Odebrecht, também caiu na delação da JBS-Friboi. O mineirinho caiu na esparrela juntamente com o senador Zezé Perrela (PMDB-MG), aliado e amigo do político. O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), mandou afastar Aécio  do mandato de senador. O magistrado, no entanto, optou por não decretar monocraticamente o pedido apresentado pela Procuradoria Geral da República (PGR) para prender o parlamentar tucano.

Irmã do senador Aécio Neves também foi presa pela Polícia Federal Agentes da PF e do MPF. Foram ao apartamento de Andrea Neves em Copacabana, mas não a encontraram. Ela foi presa na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Operação também faz buscas em outros endereços ligados a Aécio pelo país.

Aécio foi delatado por executivos do grupo J&F, proprietário da marca JBS, que afirmam que o senador foi gravado pedindo R$ 2 milhões a um dos donos da empresa, Joesley Batista, para pagar sua defesa na Operação Lava Jato. É isso mesmo. Aécio pediu propina para se livrar de acusações de ter recebido propina. Mais bandido que isso, impossível. Se safar de crimes cometendo outros crimes.

O senador cara de pau tentou justificar a operação e afirmou que sua relação com Joesley era "estritamente pessoal". Não cola. Se Aécio realmente tivesse solicitado um empréstimo pessoal ao amigo Joesley Batista, não precisaria recorrer a manobras suspeitíssimas para colocar a mão na grana.

O problema é que Aécio caiu em uma operação da própria Polícia Federal, que contou com a colaboração de seu amigo, Joesley Batista, para gravar uma conversa com o senador. Na gravação, Aécio e o empresário combinam a entrega do dinheiro. O senador combinou que mandaria Frederico Pacheco de Medeiros, seu primo, para receber a quantia.

"Tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque ele sai de lá e vai no cara. E você vai me dar uma ajuda do caralho", afirmou Aécio. O primo que Aécio disse que poderia mara foi ex-diretor da Cemig e um dos coordenadores da campanha presidencial do tucano, em 2014.

Segundo os executivos da JBS, a quantia foi entregue a um primo do tucano, em ação filmada pela PF. A gravação que supostamente compromete o senador Aécio Neves tem 30 minutos e foi entregue à Procuradoria-Geral da República (PGR). Deve integrar acordo de delação premiada, que aguarda homologação do ministro do Supremo Edson Fachin

Os investigadores colocaram chips em um de quatro pacotes de cédulas que integravam os R$ 2 milhões pedidos pelo senador e seguiram as notas eletronicamente.

Como os chips emitem sinais, a PF conseguiu monitorar o caminho das malas de São Paulo até Belo Horizonte, onde as cédulas foram depositados em uma empresa do senador Zezé Perrela.


_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget