\imprensa Viva
.

Renan e Lula não vão mais conseguir prender juízes. Moro comemora votação de lei de abuso de autoridade



Os apelos dos membros do Ministério Público Federal para que a sociedade se mobilizasse contra o famigerado projeto lei sobre o abuso de autoridade que tramitava no Senado surtiu efeito. Pressionados, os parlamentares acabaram cedendo a pressão das ruas e forçaram o relator do projeto, senador Roberto Requião, a retirar trechos controversos do projeto.

O juiz federal Sérgio Moro comemorou, com ressalvas, a vitória parcial da sociedade e declarou  que o texto do projeto de abuso de autoridade aprovado no plenário do Senado ‘ainda merece pontuais críticas’. Mas ele fez uma ressalva. “Alguns receios mais graves foram afastados.”

“Sobre o projeto de lei sobre o abuso de autoridade, as alterações promovidas no Senado representam uma vitória dos parlamentares moderados e merecem elogios”, assinalou Moro.

Nesta quarta-feira, 26, O Senado aprova projeto que atualiza lei de abuso de autoridade Com placar de 54 a favor e 19 votos contra, proposta segue para discussão na Câmara, onde a pressão da sociedade ainda pode ajudar a ajustar o projeto de acordo com seus anseios.

Senadores do PT reclamaram das alterações de última hora no projeto e não se conformaram com a retirada dos trechos que mais ameaçavam juízes, procuradores e policiais federais: “ A lei que nós temos é para permitir o abuso de autoridade”, reclamou o senador Jorge Viana (PT-AC).

O projeto de abuso de autoridade defendido pelo senador Roberto Requião era a menina dos olhos do senador Renan Calheiros e representava uma esperança para Lula, que pretendia processar o juiz Sérgio Moro e livrar seus comparsas da prisão na Lava Jato.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget