\imprensa Viva
.

Operação para salvar Lula e todos os corruptos vai ser colocada em prática e pode matar a Lava Jato



Os brasileiros devem entrar em estado de alerta máximo com a ameaça que emerge silenciosamente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Políticos corruptos que tiveram seus crimes descobertos na Lava Jato estão conspirando e devem votar nesta quarta-feira, em caráter de urgência, o famigerado relatório do projeto de lei de abuso de autoridade.

A manobra desesperada dos bandidos prevê punições para juízes e procuradores injustamente pelo desempenho de suas funções. Atentos com a ameaça eminente, os membros da força-tarefa da Operação Lava Jato e do Ministério Público Federal gravaram um vídeo pedindo socorro à sociedade e sugerindo uma mobilização imediata contra mais esta tentativa de golpe.

“Os políticos tentam calar as autoridades novamente”, afirma no vídeo a procuradora Isabel Cristina Groba Vieira. Já outro procurador, Carlos Fernando Lima, diz que “todos somos contra o abuso de autoridade, mas não é isso que está em discussão”.  “Esse projeto promove uma verdadeira vingança contra a Lava Jato. O que querem é processar o policial que investiga, o procurador que denuncia e o juiz que julga.” “Admitir isso é calar de vez a força-tarefa e o próprio juiz Sergio Moro”, afirma Deltan Dallagnol, que coordena a equipe da Lava Jato no MPF.

O presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho Cavalcanti, afirmou que a última versão do projeto abre caminho para que pessoas poderosas possam se vingar de servidores públicos, como integrantes do Ministério Público, magistrados e policiais. Para ele, o parecer de Requião inova ao permitir que qualquer cidadão, e não apenas o Ministério Público, como prevê a atual legislação, possa mover ações por abuso de autoridade. “Quem é que vai usar este artigo? O pobre que foi exposto sem camisa quando foi preso? Esse pobre vai ter condições de processar? Não, vai servir para as pessoas que têm poder político e econômico. Vão contratar advogados para processar o MP, a polícia e o juiz”, afirmou. “Será uma vingança privada e localizada”, acrescentou.

O descaramento daqueles que planejam salvar todos os corruptos vai além dos limites. O relator do projeto, senador Roberto Requião (PMDB-PR), o mesmo que foi ao Paraná se encontrar com José Dirceu e João Vaccari, ignorou a recomendação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que sugeriu que fosse inserido no texto que “não configura abuso de autoridade a divergência na interpretação de lei ou na avaliação de fatos e provas, desde que bem fundamentada”.

A simples inserção do texto impediria a punição a juízes por questões subjetivas, de interpretação dúbia por parte das autoridades. A situação de um terço do Congresso é de puro desespero com a possibilidade de irem todos em cana ao final de seus mandatos, caso não consigam se reeleger em 2018. Pesos pesados da política e da corrupção apostam todas as suas fichas no comodismo da sociedade diante de uma ameaça desta natureza.

Caso consigam aprovar o projeto de lei de abuso de autoridade, além de conseguirem se safar de seus crimes, ainda vão conseguir soltar os bandidos presos em Curitiba. Será o fim da Operação Lava Jato.


_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget