\imprensa Viva
.

Oito advogados abandonam defesa de casal de marqueteiros do PT. Seriam todos pagos pelo partido



O casal de marqueteiros do PT formado pelo publicitário João Santana e sua mulher Monica Moura, que atuaram nas campanhas presidenciais de Lula (2006) e Dilma (2010 e 2014), testemunharam uma verdadeira debandada de seus advogados de defesa. Nada menos que oito defensores renunciaram à defesa dos publicitários na Operação Lava Jato logo após o anúncio da decisão da homologação da delação premiada do casal pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A atitude dos advogados levantou uma série de suspeitas no meio jurídico, que vão desde a origem dos pagamentos recebidos pelos profissionais até o comprometimento ideológico dos advogados com o PT, principal alvo das denúncias feitas pelo casal.

Todos os oito advogados informaram ao juiz Sérgio Moro que estavam renunciando a defesa de João Santana e Monica Moura sob a alegação de que havia ‘motivos de foro íntimo’ envolvendo a decisão de renúncia coletiva.

João Santana e Monica Moura firmaram um devastador acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República. O acordo de delação já foi devidamente homologado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget