\imprensa Viva
.

O Brasil ainda não se recuperou do estrago provocado pelo PT, mas está bem melhor, livre da interferência de Lula e Dilma



Os indicadores econômicos começam a revelar que o pais está em franca recuperação em vários setores. Na agricultura, a expectativa de recorde histórico de produção desenha um cenário de queda de preços ao consumidor e alta nas exportações. Segundo analistas, este é um dos fatores que irá contribuir para o aumento do saldo positivo na balança comercial.

Setores da indústria e comércio também começam a reagir e aumentaram os volumes de encomendas de máquinas e produtos e ampliaram as contratações nos três primeiros meses do ano. O número de empregos com carteira assinada bateram recordes históricos nos últimos meses.

A indústria automobilística é outro setor sensível da economia começa a demonstrar sinais de franca recuperação, com alta nas vendas em março de 39,4% em relação a fevereiro 3  e 43% melhor que no mesmo período do ano passado, quando Dilma ainda estava na Presidência. Além da alta nas exportações de de 69,7% em relação a 2016, outro dado que anima ainda mais o setor é o aumento de 8,5% na média diária de vendas nos últimos meses.

A recuperação do setor da construção civil, normalmente um dos últimos a reagir após longos períodos de crise, também tem animado empresários do setor, que anunciaram novos empreendimentos após mais de um ano sem novidades. As contratações do setor também aumentaram em mais de 18% nos três primeiros meses do ano e o número de unidades "encalhadas" será praticamente zerado até o final do ano, preveem representantes do setor.

A queda na inflação, na cotação do dólar e a queda dos juros tem animado não apenas os consumidores, mas também investidores internos e externos na atividade produtiva no país. Se há um ano, havia a expectativa de queda no PIB para 2017 na ordem de 3%, hoje a previsão de alta de mais de 2% já é considerada uma realidade. gigantes do varejo que previam fechar unidades em todo o país estão revendo seus planos e há muitos que recuaram e reabriram loas que haviam sido fechadas, como as Casas Bahia, Ponto Frio, Magazine Luiza, Wal-Mart e Carrefour.

A valorização das empresas na Bolsa de Valores também é um indicativo de que a atividade econômica do país está em franca recuperação. O valor de mercado da Petrobras saltou de R$ 45 bilhões em março de 2016 para mais de R$ 200 bilhões em 2017, mesmo registrando perdas em março.

Analistas também asseguram que o Brasil experimenta nos dias de hoje uma das maiores retrações em registros de casos de corrupção. Além de estancar a sangria na Petrobras, BNDES, Caixa e demais órgãos públicos, a Lava Jato criou um clima de incerteza e insegurança entre corruptos contumazes. A Justiça registra recordes históricos de casos abertos contra políticos e empresários corruptos que desfilavam impunes durante décadas no Brasil.

Ainda segundo analistas, a maior parte da sensação de que os corruptos ainda vigoram impunes é sentida pela presença de políticos remanescentes dos governos do PT, incluindo o próprio Michel Temer e boa parte de seu ministério. Mas dos males, Temer parece mesmo ser o menor deles. Habilidoso no trato com o Congresso, ainda que tenha que lidar com corruptos contumazes, o atual presidente conseguiu aprovar projetos importantíssimos para o país, o que ajudou a resgatar a confiança dos mercados. Embora não inspire tanta confiança entre os brasileiros, boa parte em virtude de campanhas de difamação da esquerda, Temer conseguiu garantir a estabilidade econômica e política, que estavam profundamente ameaçadas com a presença de Dilma no governo. Em virtude dos avanços obtidos por Temer, sua passagem pela presidência da república já é considerada por historiadores e economistas como uma das mais positivas das últimas décadas.

Já o PT, por uma questão de identidade com a cultura da corrupção,  é apontado por historiadores como a legenda que levou a pior geração de políticos para Brasília. O ex-presidente Lula é o líder com maior número de conexões com políticos e empresários criminosos presos e condenados em toda a história do país. E não são ligações remotas, como na maioria dos casos. Os criminosos presos na Lava Jato possuíam fortes laços com Lula e o PT, daí o motivo pelo qual o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apontou o petista como o chefe da organização criminosa que vitimou a Petrobras.


_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget