\imprensa Viva
.

Moro chama Dilma de trapaceira nos EUA e afirma que caixa 2 é crime contra a democracia



O juiz federal Sérgio Moro participou da Conferencia promovida pelas universidades de Harvard e MIT, nos EUA, onde mandou um duro recado para os políticos corruptos. Moro abordou fatos que alcançaram em especial a ex-presidente Dilma Rousseff, que falou no mesmo evento pouco antes do magistrado.

"Temos que falar a verdade, Caixa 2 nas eleições é trapaça, é um crime contra a democracia. Me causa espécie quando alguns sugerem fazer uma distinção entre a corrupção para fins de enriquecimento ilícito e a corrupção para fins de financiamento ilícito de campanha eleitoral. Para mim a corrupção para financiamento de campanha é pior que para o enriquecimento ilícito. Se eu peguei essa propina e coloquei em uma conta na Suíça, isso é um crime, mas esse dinheiro está lá, não está mais fazendo mal a ninguém naquele momento. Agora, se eu utilizo para ganhar uma eleição, para trapacear uma eleição, isso para mim é terrível" afirmou o juiz, numa referência aos argumentos usados por vários petistas, incluindo a ex-presidente Dilma Rousseff, que tentam dar um ar mais nobre aos desvios dos cofres públicos para financiar suas campanhas.

Moro está particularmente chocado com os esquemas de corrupção, lavagem de recursos e uso de dinheiro roubado nas campanhas de Dilma e Lula revelados por dezenas de delatores da Lava Jato.

No passado, o PT tinha um compromisso com seus filiados de que qualquer membro do partido que desviasse dinheiro para enriquecimento pessoal seria expulso do partido. Já os que desviaram dinheiro para o financiamento das campanhas do partido sempre foram exaltados como heróis no partido, como José Dirceu e João Vaccari Neto. O fato é que muitos petistas desviaram recursos públicos tanto para o financiamento de campanhas como para o enriquecimento ilícito, como é o caso do próprio José Dirceu e do ex-presidente Lula, mas ninguém nunca foi expulso do partido por nenhum dos crimes.

Para não ser acusado de ser um juiz parcial (por falar a verdade) Moro se viu forçado a minimizar o impacto de sua fala, que pareceu muito bem endereçada: "Eu não estou me referindo a nenhuma campanha eleitoral específica, estou falando em geral", afirmou Moro


Após mandar seu recado, Moro foi indagado se teria se encontrado no evento com a ex-presidente Dilma Rousseff, que discursou pouco antes dele. O magistrado afirmou que não viu a petista.

Em seguida, Sérgio Moro elogiou o que chamou de "passos sérios e significativos" dados pelo Brasil na consolidação da democracia no país, apesar da revelação de "fatos vergonhosos", destacando que "o que nós não podemos é nos conformar com nossos vícios e nossos problemas", afirmou.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget