\imprensa Viva
.

Lula processou Delcídio e queria reparação de R$ 1.5 milhão. Perdeu ação e ainda vai ter que pagar R$ 225 mil ao réu



Em sua sequência de derrotas em série, o ex-presidente Lula sofre mais uma desventura humilhante. O petista havia processado ex-senador Delcídio do Amaral por tê-lo delatado e queria R$ 1,5 milhão por danos morais. Diante dos fatos, o juiz responsável pelo caso julgou a ação de Lula improcedente e ainda o condenou a pagar R$ 225 mil Delcídio, valor equivalente a 15% da causa pretendida por Lula.

O juiz Maurício Tini Garcia, da 2.ª Vara Cível de São Bernardo do Campo (cidade da Grande São Paulo onde Lula vive há mais de 40 anos) não concordou com a tese da defesa de Lula de que ele teria sofrido danos morais causados pelo ex-companheiro de partido, Delcídio Amaral.

O ex-senador afirmou em delação premiada na Operação Lava Jato que Lula praticou o crime de obstrução de Justiça por tramar a compra do silêncio do ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró, em 2015. Cerveró estava em vias de firmar um acordo de delação com a Lava Jato e Lula queria impedir que isso ocorresse para se proteger e proteger seu amigo José Carlos Bumlai. Na trama, os conspiradores traçaram até um plano de fuga para tirar o ex-diretor da estatal do país.

O juiz responsável pela ação não gastou mais 15 páginas (aqui) para explicar sua decisão: “O acordo de delação premiada firmado pelo réu foi integralmente homologado, sem qualquer glosa, e, por isso, obteve eficácia que possibilitou a aplicação da sanção premial nele prevista"

“A validade e a eficácia da delação premiada firmada pelo réu, e homologada pelo Supremo Tribunal Federal, infirma de forma inequívoca a alegação de ilicitude da conduta que sustenta a pretensão indenizatória deduzida na demanda e, por conseguinte, inviabiliza o acolhimento da responsabilização civil do réu pelos danos morais descritos na petição inicial”, anotou o juiz de São Bernardo do Campo.

 O magistrado condenou Lula a arcar com ‘as custas e despesas processuais, além de honorários advocatícios de 15% sobre o valor atualizado da causa’, ou R$ 225 mil.

“Condeno o autor nas custas e despesas processuais, além de honorários advocatícios de 15% sobre o valor atualizado da causa.” sentenciou o magistrado. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget