\imprensa Viva
.

Lula garante: "No dia que provarem algo contra mim, eu paro com a política". Claro. E este dia está próximo



Atenção: esta matéria não é uma invenção. Foi publicada no site do próprio Lula. Confira no link no final da matéria.  

O ex-presidente Lula anda tão desesperado com seu futuro, que já não raciocina mais direito e não pensa antes de falar bobagens. O petista fez publicar em seu site trechos de uma entrevista a uma rádio de Salvador, na qual afirmou: "No dia que provarem algo contra mim, eu paro com a política".

Mas é óbvio que não poderá mais participar da vida pública do país a partir de uma cela na prisão.

Segundo o petista, "a delação precisa ser provada. Não basta o cidadão falar alguma coisa, tem que provar. Continuo desafiando qualquer empresário brasileiro a provar que o Lula pediu dinheiro, ou pediu para alguém pedir no nome dele. O dia que alguém provar um erro (de moral) meu, eu paro de fazer política.", disse Lula na entrevista.

O pânico de Lula e de seus advogados é que eles conhecem muito bem como funciona o instituto da delação premiada. Sabem que, pela lei, absolutamente ninguém pode ser preso por uma mera delação premiada. Justamente por este motivo, o Ministério Público Federal não celebra nenhum acordo ou trecho de delação, caso os relatos não sejam devidamente acompanhados de provas contundentes, robustas e irrefutáveis.

Lula também saber que, dada a gigantesca visibilidade da Operação Lava Jato e do juiz Sérgio Moro, o magistrado, um dos maiores especialistas do mundo em crimes de lavagem de dinheiro, jamais aceitaria uma denúncia se o acusado tivesse a mais remota possibilidade de se safar de uma ação penal. O grau de acerto dos procuradores da República na Lava Jato em suas denúncias, e mais ainda do juiz Sérgio Moro em suas sentenças, é impressionante, segundo juristas de todo o mundo. Moro não aceitaria uma denúncia contra Lula, ainda que tivesse toda a convicção do mundo sobre seus crimes, se percebesse que os advogados do petista pudessem contornar as acusações. Isso acabaria com sua reputação, com a credibilidade da Lava Jato e daria munição eterna para Lula.

O petista sabe de tudo isso. Daí a afirmação "No dia que provarem algo contra mim, eu paro com a política".

Com informações de lula.com.br
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget