\imprensa Viva
.

Lula está iludido. Quando alguém é preso, é por que tem culpa no cartório. É assim que pensam os brasileiros




O ex-presidente Lula ainda acredita que haverá alguma comoção com sua eventual prisão. O petista tem encorajado a direção do partido a organizar um ato monstro no dia de seu interrogatório, marcado pelo juiz Sérgio Moro para o dia 03 de maio, em Curitiba.

A única esperança de Lula de escapar da prisão é a sua pretensa "força política" e ele tem se apegado a esta possibilidade além do recomendável, segundo juristas ouvidos pela reportagem. "Um líder com extrema força popular consegue no máximo conter uma investigação criminal, mas desde que esteja no poder, com força política no Congresso e influência no STF, como foi no caso do mensalão, mas este não é o caso de Lula no momento", opina um especialista em direito constitucional.

Fiar-se numa força política inexistente é mesmo uma atitude temerária para alguém que figura como réu em cinco ações penais e tem pela frente outros oito ou nove inquéritos. Além de não ocupar nenhum cargo de projeção, Lula perdeu o prestígio político entre seus pares e figura como o líder que sofre os mais altos índices de rejeição popular em todas as pesquisas recentes.

Outro problema que afeta o ex-presidente é o fato de que seus poucos apoiadores estão todos envolvidos em graves denúncias criminais e alvos de processos e inquéritos na Lava Jato. Os respaldadores de Lula não gozam de boa reputação perante a opinião pública. Ser defendido por outros réus é o mesmo que levar um empurrão para dentro de uma cela de prisão.

O petista foi esmagado de forma impiedosa por vários executivos da Odebrecht e pelo ex-amigo Léo Pinheiro em depoimentos que deixaram a população estarrecida com tantos esquemas criminosos em que o petista esteve envolvido ao longo dos últimos anos.

Lula se ilude ainda quanto a possibilidade de haver alguma revolta após sua prisão. Esta falsa expectativa é alimentada pelo pouco que restou da militância do PT e se repetiu antes da prisão de José Dirceu e de outros petistas ilustres. Depois que foram presos, nada aconteceu. É pouco provável que, diante de um verdadeiro carnaval previsto com a prisão de Lula, algum militante vá se arriscar a defender o petista nas ruas. No Brasil e na maioria dos países democráticos do mundo, quando alguém é preso, a população entende que o sujeito tem dívidas com a Lei e que a Justiça foi feita. Se Lula for preso amanhã, não vai ter revolta ou tumulto nas ruas. Talvez tenha carnaval.

No dia 3 de maio, o ex-presidente Lula, acusado de praticar crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro, prestará depoimento na Justiça Federal, diante do juiz Sérgio Moro.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget