\imprensa Viva
.

Lula e PT mais vulneráveis que nunca. Palocci pode ser o primeiro petista graúdo a firmar acordo de delação na Lava Jato



O ex-presidente Lula ficou mesmo profundamente abalado com notícia de que estaria em andamento um possível acordo de delação de seu ex-ministro Antonio Palocci, o homem que administrava sua conta no banco de propina da Odebrecht.

Os rumores vieram a tona após o anúncio do criminalista José Roberto Batochio, que decidiu deixar a equipe de defesa do ex-presidente Lula. Batochio é advogado de Antonio Palocci e estaria sendo duramente pressionado por Lula e por membros do PT a demover o ex-ministro de buscar um acordo de redução de pena com a Justiça mediante uma proposta de delação premiada.

Segundo o Estadão, Lula mostrou desconforto com a disposição de Palocci de delatar e fez chegar à defesa do ex-ministro sua insatisfação. O ex-presidente recomendou ainda aos advogados de Palocci que "controlem seu cliente".

Palocci está preso desde setembro de 2016, acusado de de receber propina da Odebrecht para atuar em favor da empresa, entre 2006 e 2013, interferindo em decisões do governo federal em favor do grupo empresarial. Batochio, que deixou a defesa de Lula para se dedicar exclusivamente a defesa de Palocci, negou que recebeu broncas de Lula e também negou que seu cliente cogite fazer um acordo de delação.

Apesar da tentativa de acalmar os ânimos, membros do PT estão em estado de alerta máximo. Palocci seria o primeiro petista graúdo a fechar um acordo de delação com a Lava Jato. Caso estas suspeitas s confirmem, não apenas Lula, mas todo o PT pode ser seriamente comprometido.


_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget