\imprensa Viva
.

Lindbergh Farias recebeu um total de R$ 4,5 milhões em propina da Odebrecht e cai em novo inquérito no STF



Agora ficou explicado o motivo pelo qual o senador Lindbergh Farias estava brigando para se tornar presidente do PT: o Lindinho recebeu a indecente quantia de R$ 4,5 milhões em propina da Odebrecht, segundo informaram os ex-executivos do Grupo Benedicto Barbosa e Leandro Andrade Azevedo.

Lindbergh tinha uma conta no banco de propina da Odebrecht e aparece nas planilhas do sistema protegido pelos codinomes “Feio” e “Lindinho”. O senador, já prevendo que a casa ia cair cedo ou tarde, disputava com a senadora Gleisi Hoffmann, outra petista encrencada, a indicação para presidir o PT.

Para quem ainda não entendeu o por que de querer presidir um partido que está prestes a ser extinto, a explicação é bem simples: nem Lindbergh nem Gleisi Hoffmann têm qualquer chance de se eleger nas próximas eleições de 2018. Não apenas pelo fato de estarem totalmente queimados por envolvimento em esquemas de corrupção, mas também por que serão tragados pela lei da ficha limpa e se tornarão inelegíveis.

Presidir o PT seria uma forma de tentar se manter em evidência quando se tornarem inelegíveis. Mas pelo andar da carruagem, os dois podem mesmo é acabar fazendo companhia ao ex-presidente Lula na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, após 2018.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget