\imprensa Viva
.

Lava Jato prejudica a economia para joalherias, lojas de vinhos, puteiros, trafico de drogas e comércio de medidas provisórias



Diante da falta de argumentos sobre a eficiência da força-tarefa no combate a corrupção no Brasil, setores da esquerda tentam de todas as formas desqualificar a investigação que está levando para a prisão centenas de empresários, laranjas, doleiros e políticos corruptos.

Em uma das frentes mais exploradas, os representantes da esquerda alegam que a Lava Jato está destruindo a economia do país. A Carta Capital publicou um artigo do ex-ministro da Justiça de Dilma, Eugênio Aragão, no qual ele alega que o Brasil pagará por gerações pelos erros cometidos. “A Lava Jato se gaba de ter devolvido ao País 2 bilhões de reais. E quantos bilhões a gente gastou para isso?  Na verdade, a Lava Jato já recuperou cerca de R$ 12 bilhões para os cofres públicos, entre acordos de leniência em andamento e bloqueio de bens de corruptos.

Após três anos de investigação, a Lava Jato conseguiu descobrir onde os corruptos presos investiam o dinheiro que roubavam dos cofres públicos. Além dos caixas do PT e de outros partidos, a maior parte das propinas era gasta com joias, jatinhos, vinhos, obras de arte, com prostituição e até com drogas. Empresas como a H.Stern, que vendiam joias para corruptos sem nota fiscal, estão culpando o juiz Sergio Moro pela crise no setor.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget