\imprensa Viva
.

Está chegando a hora. Lula vai ser interrogado cara a cara por Sérgio Moro. Petista esperneia e tenta fugir na última hora



O ex-presidente Lula está desesperado diante da possibilidade de ser confrontado cara a cara pelo juiz federal Sérgio Moro no dia 03  de maio, quando deverá prestar esclarecimentos sobre a posse de um triplex no Guarujá e sobre o custeio do transporte e armazenamento dos 14 contêineres repletos de objetos que retirou dos Palácios do Planalto e Alvorada quando deixou a Presidência em 2011.

O petista está há mais de dois anos ofendendo o magistrado nas redes sociais, em comícios e em entrevistas a jornalistas de aluguel. Lula também já entrou com dezenas de ações na Justiça para tentar fugir de Sérgio Moro e evitar este confronto fatídico.

Mas Lula não está aflito apenas por ter de enfrentar o juiz Moro cara a cara e ainda na condição de réu. O maior receio de Lula é pelo fato de que seu depoimento se dará justamente após o depoimento do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, que irá depor no dia 20 de abril.

O executivo, que tenta desesperadamente retomar seu acordo de delação premiada, é o principal responsável pelos dois objetos desta ação penal que pesa contra o ex-presidente Lula: o triplex e o transporte e armazenamento dos objetos do petista, que custou R$ 1.3 milhão aos cofres da empreiteira.

Léo Pinheiro já confirmou aos procuradores do Ministério Público Federal que tanto o triplex quanto o transporte e armazenamento dos objetos de Lula foram bancados pela empreiteira como forma de repasse de propina a Lula, num total estimado em R$ 3.7 milhões. Os valores, segundo o próprio Léo Pinheiro, são referentes a "contrapartidas" por contratos obtidos pela empresa junto a Petrobras.

Ao propor um acordo de delação envolvendo tais denúncias, Léo Pinheiro dispôs de provas documentais sobre suas confissões envolvendo os favores prestados ao ex-presidente Lula. Daí o pavor do petista de ter que enfrentar Sérgio Moro justamente após este depoimento bombástico.

Lula também será interrogado sobre os objetos de ouro que roubou do acervo da Presidência da República e escondeu em um cofre de uma agência do Banco do Brasil, em São Paulo, registrado em nome de sua mulher, Marisa Letícia, falecida em fevereiro último. Ao fim de seus mandatos, presidentes da República só podem levar consigo objetos de uso estritamente pessoal, como álbuns de fotos, cartas, remédios e roupas íntimas.

Objetos de ouro e outras obras de arte devem ser incorporadas ao acervo público. Como os objetos que Lula presenteou chefes de Estado foram adquiridos com dinheiro do contribuinte, os presentes que recebeu em troca pertencem ao contribuinte, segundo o Tribunal de Contas da União.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget