\imprensa Viva
.

Derrota tripla. Após perder mandato, Dilma pode perder direitos políticos e ainda ser presa.



A sequência de desventuras enfrentadas pela ex-presidente Dilma Rousseff promete novos e eletrizantes episódios nos próximos meses. Após ter seu mandato cassado em um processo de impeachment, a petista deve ter seus direitos políticos cassados por oito anos pela Justiça Eleitoral na ação que investiga o uso de dinheiro roubado dos cofres públicos em suas campanhas.

Esta semana, O empresário Marcelo Odebrecht confirmou à Justiça Eleitoral que a Odebrecht Infraestrutura ficou responsável por pagar R$ 50 milhões do montante acertado com o PT para a campanha da petista, em 2014 e afirmou que parte do dinheiro era referente ao Programa de Desenvolvimento de Submarino do governo federal. A propina era para que o governo continuasse liberando recursos para o projeto.

"Veio R$ 50 milhões da área de infraestrutura – e por que isso? Porque a infraestrutura tinha uma demanda muito grande em relação ao governo. E uma das coisas que a gente tinha que acompanhar de certo era o orçamento do Prosub – o Programa de Submarinos. O orçamento do Prosub era um orçamento que demandava do OGU (Orçamento Geral da União) quase que um bilhão por ano”, afirmou Odebrecht. Segundo o executivo, se não pagasse a propina, o programa parava.

As delações de Marcelo Odebrecht e do casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura, além de levar a cassação dos direitos políticos de Dilma, devem resultar em outras consequências ainda mais desagradáveis. A petista deve se tornar alvo de vários inquéritos na Justiça, acusada de crimes de lavagem de dinheiro, corrupção e organização criminosa.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já pediu que o Supremo Tribunal Federal abra inquéritos contra Dilma por conta das delações bombásticas envolvendo o nome da petista nas delações de pelo menos cinco executivos do Grupo Odebrecht. O estrago deve ser ampliado com a delação do  casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura, já homologado pelo STF.

Dilma se tornará alvo de vários processos ao longo de 2017 e 2018. Caso seja condenada em mais de uma ação penal, a petista deve encerrar sua trajetória política do mesmo modo que outros companheiros do PT: atrás das grades. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget