\imprensa Viva
.

Alguém ainda vai dizer que a condução coercitiva do bandido do Lula foi ilegal? Ele já deveria é ter sido preso



A condução coercitiva do ex-presidente Lula foi um dos argumentos mais explorados pela esquerda brasileira, incluindo neste roll os artistas ativistas da esquerda e os jornalistas de aluguel a serviço do PT. Todos atacaram o juiz Sérgio Moro, alegando que não havia necessidade de uma medida tão dura contra o petista. A defesa de Lula chegou a entrar com uma reclamação na ONU, alegando violação dos direitos humanos do petista e afirmando que o ex-presidente é alvo de perseguição política no Brasil.

Em nenhum momento, nenhum dos defensores histéricos de Lula comentaram sobre os documentos que foram apreendidas em seu apartamento, que comprovam alguns de seus crimes, como a reforma do sítio em Atibaia, a compra de um terreno no valor de R$ 12 milhões onde seria erguida a nova sede do Instituto Lula e comprovante que o petista havia roubado 132 objetos de ouro dos Palácios do Planalto e Alvorada e escondido em um cofre do Banco do Brasil em São Paulo, registrado em nome de sua mulher, Marisa Letícia, falecida em fevereiro.

Estas foram apenas algumas das evidências encontradas nos endereços de Lula duranta a deflagração da Operação Aletheia(referência a expressão grega que significa busca da verdade), em 04 de março do ano passado. Foi nesta ocasião que Lula foi conduzido coercitivamente para depor na sede da Polícia Federal no Aeroporto de Congonhas. O petista vinha há tempos se esquivando do oficial de Justiça, que havia tentado várias vezes entregar-lhe uma intimação para depor.

Praticamente todos os crimes atribuídos ao ex-presidente durante as investigações e as evidências encontradas durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão foram corroborados na delação da Odebrecht. Com o levantamento do sigilo das delações dos 78 ex-executivos da empreiteira, determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, foi possível constatar a eficiência e precisão dos integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato.

Os chocantes relatos de Emílio Odebrecht, Marcelo Odebrecht, Alexandrino Alencar e de mais cinco ex-executivos do grupo sobre as práticas criminosas de Lula deixaram a sensação de que a condução coercitiva do petista foi na verdade uma medida extremamente "suave", considerando a gravidade dos crimes cometidos por Lula contra todos os brasileiros.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget