linkaki

Advogado de Lula, Cristiano Zanin, trabalhou com Adriana Ancelmo, mulher de Cabral e é testemunha de defesa da ladra



O advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin Martins, é amigo de Adriana Ancelmo e os dois chegaram a trabalhar juntos quando o escritório de advocacia da mulher do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral,  foi contratado para atuar numa disputa judicial entre a  Fecomércio e o Sesc.

O escritório do advogado de Lula (Teixeira Martins Advogados) atuou no mesmo caso com Adriana Ancelmo. Cristiano Zanin Martins é genro e sócio de Roberto Teixeira, o compadre de Lula que se tornou réu na Lava Jato e que está por trás de quase todos os negócios com imóveis do ex-presidente Lula.

O advogado de Lula foi testemunha de defesa de Adriana Ancelmo esta semana, num processo em que o escritório dela é investigado por receber R$ 13 milhões da Fecomércio/RJ, presidida por Orlando Diniz, amigo de Sérgio Cabral.

Por videoconferência, Zanin confirmou que trabalhou com o Ancelmo Advogados, escritório de Adriana, de 2015 a 2017. "Tivemos um cliente comum, a Fecomércio-RJ, entidade de grande porte e com destaque no Estado do Rio, que tem litígio de grande proporção com entidade correlata, o que envolve diversos processos", declarou Martins, em depoimento. "Tínhamos discussões sobre o exercício da advocacia. Participo desse grupo de advogados que defende esse cliente," afirmou Cristiano Zanin, genro de Roberto Teixeira, advogado de Lula e parceiro de Adriana Ancelmo.

Agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal do Rio de Janeiro prenderam, na manhã desta sexta-feira (23), o presidente da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ), Orlando Diniz, em um desdobramento da Operação Lava Jato. Diniz é acusado de desviar R$ 180 milhões por meio da contratação de serviços de advogados.

A mulher do ex-governador Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo, é investigada pelo Ministério Público por ter recebido R$ 13 milhões da Fecomércio por supostos serviços jurídicos. Além de Adriana, são investigados Roberto Teixeira e Cristiano Zanin Martins, advogados de Lula, e Tiago Cedraz, filho de Aroldo Cedraz, além de outros advogados filhos de ministros do STJ.

Informe seu Email para receber notícias :