\imprensa Viva
.

Quando a Justiça apresentar provas dos roubos bilionários de Lula, todos brasileiros vão pedir sua prisão imediata



O ex-presidente Lula está liquidado. Além das trapaças já reveladas na Lava jato, o petista deve ter mais dezenas de tramoias escancaradas em breve para o grande público após a divulgação da parte apimentada do depoimento de três peças chave para sua prisão: Marcelo Odebrecht, seu pai, Emílio Odebrecht e o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro.

Apesar do espetáculo fora da esfera judicial promovido pelo ex-presidente Lula, sua situação perante a justiça, particularmente na Lava Jato, tende a piorar de forma dramática nos próximos dias. Ciente da ineficácia de sua defesa diante das denúncias criminais de que tem sido alvo, o petista tenta de todas as formas desencorajar as autoridades a adotarem medidas mais extremas contra ele através de pataquadas no campo político.

Não que Lula acredite que suas explosões e ataques aos membros da força-tarefa e ao juiz Sérgio Moro servirão para alguma coisa. Mas espernear é tudo que lhe resta. Lula sabe que será preso, mas quer cair "esperneando".

As delações de Marcelo Odebrecht, Emílio Odebrecht, Alexandrino Alencar e de Léo Pinheiro são devastadoras contra o petista. É justamente aqui que os problemas enfrentados por Lula o colocam numa situação cada vez mais delicada.

Vale lembrar que, além desta denúncia Lula é réu em dois processos (um no Paraná e outro no Distrito Federal) e investigado em dois inquéritos que tramitam no Supremo Tribunal Federal, todos relacionados à Operação Lava Jato. Mas o drama do petista não acaba ai.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deve pedir a abertura de novos inquéritos contra o petista com base nas delações da Odebrecht. O fato é que Lava Jato possui muitas provas contra Lula e o MPF não teria firmado um acordo de delação com os executivos do Grupo Odebrecht sem que os mesmos fornecessem provas robustas sobre seus relatos envolvendo o petista. Obviamente, todos os investigadores, procuradores, desembargadores e juízes que participaram dos inquéritos e aceitaram as denúncias contra Lula, tornando o petista réu em cinco ações penais, não iriam arriscar suas reputações apostando em algo improvável. Lula e seus advogados sabem que ele será condenado.

Apenas para ilustrar a dramática situação do petista, o Ministério Público Federal já informou à Justiça que existem outras investigações em andamento envolvendo as suspeitas de crimes contra o sistema financeiro nacional, tráfico de influência, corrupção transnacional e desvio de finalidade envolvendo o ex-presidente.

Embora tenha passado despercebido na denúncia formulada contra o petista pela Justiça Federal em Brasília, um documento de quatro páginas chamado de “cota da denúncia”, o MPF especificou que existe a necessidade de prosseguir apurando condutas e fatos relacionados às suspeitas de irregularidades em obras na Venezuela, na República Dominicana, no Panamá, no Equador e em Cuba. A cota da denúncia é usada pelo MPF para evitar que fique implícito a informação de que outras suspeitas estão sendo arquivadas, mas sim que precisam de mais investigações.

“Há, ainda, necessidade de prosseguir apurando condutas de terceiras pessoas, citadas superficialmente no [inquérito], por fatos que tangenciaram ou, quiçá, concorreram para a prática dos delitos apontados na denúncia”, escreveram os procuradores Ivan Cláudio Marx e Luciana Loureiro, que assinam a ação penal. Os procuradores ainda destacaram na peça judicial que será necessário a cooperação de órgãos internacionais para o avanço das apurações.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget