\imprensa Viva
.

Provas, provas e provas. Petistas acreditam que Lula não escapa da cadeia, mesmo sendo um ex-presidente da República



Um dos únicos argumentos ouvidos das bocas de petistas e até mesmo do próprio Lula nos últimos dias tem sido o de que "o juiz Sérgio Moro não pode prender um ex-presidente da República que fez tanto pelo país". Já não se diz com tanta convicção que Moro não pode prender um inocente. Já não se diz com tanta certeza que Moro não tem provas. Entre os petistas, há pouco ou nada a ser dito sobre a eventual prisão do ex-presidente Lula.

O temor entre os membros da cúpula do partido ainda não está relacionado ao depoimento dos executivos da Odebrecht, que incriminam o petista em uma série de eventos. O temor de Lula e do PT tampouco tem relação com as provas fornecidas pelos executivos da empreiteira. Embora as novas delações irão repercutir em novos inquéritos e processos contra o petista, isto é dado como certo, estas novas ações ainda serão abertas a partir dos pedidos de inquéritos contra o petista formulados pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal.

Até que o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, acolha os pedidos da PGR, e remeta-os para a primeira instância, com o juiz Sérgio Moro, muita água já correu embaixo da ponte. Embora todos estes fatos revelem um futuro bastante sombrio para Lula, e para Dilma também, não é exatamente isso que preocupa o ex-presidente e seus companheiros.

Lula deverá comparecer na 13ª Vara Federal em Curitiba no dia 03 de maio, quando será interrogado pelo juiz Sérgio Moro. O problema é que o depoimento de Lula ocorrerá treze dias após o depoimento do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro.

O ex-amigo de Lula está desesperado com os desdobramentos da delação já homologada do Grupo Odebrecht e teme não ter nada a oferecer para conseguir um acordo de redução de pena na Lava Jato. Há tempos, Léo Pinheiro vem tentando retomar seu acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal e já prometeu entregar tudo que sabe sobre o ex-presidente Lula.

Entre os fatos que Léo Pinheiro já confirmou, está justamente o tem central do julgamento de Lula em maio: o triplex no Guarujá e o transporte e armazenagem dos objetos trazidos pelo petista quando deixou a Presidência em 2011. O ex-presidente da OAS já confirmou aos procuradores que tanto o triplex quanto o encargo de R$ 1.3 milhão em despesas com os objetos de Lula foram contrapartidas por contratos obtidos junto ao governo. Léo Pinheiro afirmou e deve confirmar ao juiz Sérgio Moro que os R$ 3.7 milhões referentes ao triplex e  o transporte e armazenagem dos objetos do petista foram formas de repassar propina a Lula.

Com base nestes fatos, o PT considera quase certa a possibilidade de que Lula seja condenado nesta ação penal pelo juiz Sérgio Moro. Mesmo sendo um ex-presidente da República. O que não se sabe é se o magistrado irá pedir a sua prisão imediata ou se deixará Lula sair de Curitiba no dia 03 de maio.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget