\imprensa Viva
.

Presepada de Lula na Paraíba pode lhe custar multa e cassação de registro. MPF abriu procedimento contra o petista



O ex-presidente Lula se tornou alvo de um procedimento por parte do Ministério Público Federal que irá investiga a prática de crime eleitoral e abuso de poder econômico durante o ato de "inaurguração informal" de uma obra federal já inaugurada plo presidente Michel Temer. Na ocasião, Lula cometeu crime eleitoral ao fazer campanha antecipada para as eleições de 2018.

A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) da Paraíba anunciou nesta quarta-feira (22) que instaurou
procedimento para investigar uma possível irregularidade eleitoral no ato político que contou com a participação dos ex-presidentes petistas Lula e Dilma Rousseff em Monteiro, para o que chamaram de “inauguração popular” da Transposição do Rio São Francisco. A visita dos dois foi no último domingo (19).

O material para a investigação foi encaminhado à Procuradoria Geral Eleitoral (PGE), em Brasília, a quem caberá analisar as evidências que pesam contra o petista. Segundo o órgão local, se Lula for condenado, poderá ser punido com multa. Além disso, de acordo com o Ministério Público, poderá haver representação por abuso de poder econômico nas eleições de 2018 e até cassação de registro, mesmo por fatos cometidos em 2017.

O vice-procurador-geral eleitoral, NicolaoDino, pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a aplicação de multa ao petista e ao deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) por propaganda eleitoral antecipada na internet. Ele também pede a aplicação de multa no valor de R$ 5 mil a R$ 25 mil.

O representante do MPF mencionou em seu despacho vídeo em que o ex-presidente pratica atividades físicas, encerrado com o letreiro “Lula 2018”, em referência às eleições presidenciais de 2018. O vice-procurador-geral eleitoral ressaltou que o vídeo constituiu “peça publicitária” e já somou mais de 20 mil visualizações, “o que revela o amplo alcance social e a possibilidade de captação antecipada de votos, situação que acarreta desequilíbrio da campanha eleitoral”

Com isso, Lula dobra suas chances de não sair candidato em 2018. O petista é réu em cinco ações penais e pode se tornar inelegível, caso seja condenado em algum dos processos. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget