\imprensa Viva
.

Na Coreia do Sul, a presidente que sofreu impeachment é presa. No Brasil, Dilma passeia por conta do contribuinte



O Brasil tem muito que aprender com a Coreia do Sul quando o assunto é o cumprimento da lei e a manutenção da ordem. Três semanas após ser destituída do poder através de um processo de impeachment, a ex-presidente da Coreia do Sul Park Geun-hye foi presa após uma ordem de detenção emitida pela justiça.

A ex-chefe de Estado, de 65 anos foi conduzida pouco antes da madrugada ao centro de detenção de Seul, sob as lentes dos fotógrafos. Park esteve envolvida em um escândalo de corrupção que chocou o país.

"Está justificado e é necessário prender (Park) uma vez demonstrados os fatos, e porque há risco de que evidências sejam destruídas", indicou o tribunal.

Enquanto isso no Brasil, a ex-presidente Dilma Rousseff, acusada de envolvimento no maior esquema de corrupção da história do país, dá entrevistas e passeia livremente por conta do contribuinte, inclusive para a Europa.

A ex-presidente petista foi denunciada pelo empresário Marcelo Odebrecht, que confirmou em depoimento às autoridades que Dilma recebeu pelo menos R$ 150 milhões para suas campanhas e comandava pessoalmente o esquema de propinas pagas pela empreiteira Odebrecht.

Esta semana, a petista viajou para os Estados Unidos e levou quatro assessores, incluindo o ex-ministro José Eduardo Cardozo, que nunca dispensa uma boquinha nas viagens de Dilma. Tudo pago com dinheiro do contribuinte.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget