\imprensa Viva
.

Ministro Herman Benjamin diz que PT e Odebrecht usaram Cervejaria Itaipava como barriga de aluguel para propina



O ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e relator do processo que investiga o udo de dinheiro roubado na campanha da ex-presidente Dilma Rousseff ficou tão chocado com a corrupção do PT com a Odebrecht que chegou a afirmar ponto de afirmar que, com a conivência de Lula e Dilma, a empreiteira simplesmente se apropriou do poder público.

Segundo o ministro, os valores são tão desproporcionalmente gigantesco em relação às doações oficiais, que não basta uma classificação ou duas para o descalabro. Herman Benjamin batizou de caixa 3, ou barriga de aluguel, a doação da Odebrecht para uma outra empresa o Grupo Petrópolis, da cervejaria Itaipava fazer o repasse, modalidade que considerou uma novidade no esquema de corrupção.

O ministro do TSE ficou tão chocado com os detalhes das operações de lavagem de dinheiro e repasses de propina para os governos do PT que não conseguiu se conter. Já pelo final do longo interrogatório do empresário Marcelo Odebrecht, o ministro perguntou, chamando-o educadamente de “seu Marcelo”, se o empresário se considerava dono do governo. Foi quando ele saiu-se com a resposta de que estava mais para bobo da corte. Benjamin perguntou, também, se ele se via como uma espécie de embaixador do setor produtivo junto ao poder. É que o procuravam, afirmou o empresário. E então ele encaminhava os pleitos, deixando claro que tudo tinha um preço. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget