\imprensa Viva
.

Ministro Herman Benjamin denuncia tentativa de Dilma de sabotar ação no TSE



O ministro Herman Benjamin, relator no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) da ação que investiga o uso de dinheiro roubado nas campanhas da ex-presidente Dilma Rousseff, lançou mão de um despacho no qual afirma que a petista tenta atrasar o andamento dos processos.

O ministrou se viu forçado a rejeitar nada menos que oito pedidos apresentados pelos advogados de Dilma, todos com o propósito de retardar o andamento do processo que pode culminar na cassação dos direitos políticos da petista.

Ao detalhar os motivos pelos quais havia rejeitado a solicitação dos advogados da ex-presidente para que a Corte pedisse ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao juiz federal Sérgio Moro o compartilhamento das delações premiadas, Herman Benjamin acusou a defesa de Dilma de tentar atrasar o processo com a medida.

"Além de procrastinar o deslinde deste processo, é questionável o efetivo proveito à defesa que a medida pleiteada [compartilhamento das delações] traria, uma vez que as colaborações abrangem fatos que extravasam, em muito, os limites da presente AIJE [Ação de Investigação Judicial Eleitoral]", denunciou Herman Benjamin em trecho do despacho.

Dilma pretende se lançar candiada a deputada para conseguir direito a foro privilegiado e escapar das denúncias criminais de que se tornará alvo nos próximos meses. Se perder os direitos políticos, vai cair nas mãos do juiz Sérgio Moro. A petista é alvo de pedidos de inquéritos feitos ao STF pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget