\imprensa Viva
.

Marcelo Odebrecht destruiu Lula em sua delação e confirmou que Palocci gerenciava as propinas milionárias do petista



O ex-presidente do Grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, confirmou em seu segundo depoimento ao ministro Herman Benjamin, do TSE, que o ex-ministro Antonio Palocci era o responsável pela administração de mais de R$ 120 milhões que constavam nas planilhas do departamento de operações estruturadas da empreiteira, conhecido como o departamento de propina.

Nas planilhas apreendidas pela Polícia Federal, Antônio Palocci aparece com o codinome "Italiano", o responsável pelo gerenciamento das comissões destinadas ao PT e aos membros do partido oriundas do dinheiro roubado pela empreiteira com a ajuda dos ex-presidentes Lula e Dilma. O ex-presidente Lula aparece nas planilhas com o codinome de "Amigo" e com um crédito de R$ 23 milhões que foram efetivamente sacados pelo "Italiano".

O ex-diretor do “departamento de propina” da Odebrecht, = Hilberto Mascarenhas, confirmou em seu depoimento ao ministro Herman Benjamin que “Amigo” era o codinome do ex-presidente Lula. Marcelo Odebrecht confirmou as informações que constam em sua delação homologada pela presidente do STF, Ministra Cármen Lúcia.

A delação de Marcelo Odebrecht deve se tornar pública na próxima semana, mas o executivo já confirmou no TSE boa parte dos relatos em que aponta o ex-presidente Lula como um dos bandidos beneficiários do esquema de corrupção da empreiteira com os governos petistas.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget