\imprensa Viva
.

Lula tenta intimidar Deltan Dallagnol ao pedir R$ 1 milhão em indenização, diz AGU



A Advocacia Geral da União (AGU), órgão federal responsável, entre outras coisas, por defender os servidores federais em processos decorrentes de atos de seu trabalho, encaminhou um parecer  à Justiça de São Paulo, na defesa do procurador da República, Deltan Dallagnol.

O procurador é alvo de uma ação movida pelo ex-presidente Lula, na qual o petista R$ 1 milhão em indenização por danos morais, após ter sido denunciado pelo membro do Ministério Público Federal.

A AGU afirmou em seu parecer que o ex-presidente petista tenta intimidar o servidor federal ao pedir uma reparação em valor tão elevado. Dallagnol, que integra a força-tarefa da Operação Lava-Jato, assinou a denúncia que levou Lula a se tornar réu no processo que investiga a aquisição de um apartamento tríplex no Guarujá, no litoral de São Paulo. A AGU também argumentou que a independência e o funcionamento do Ministério Público serão comprometidos se seus integrantes forem alvos de retaliações dos acusados.

O órgão federal afirma ainda que o pedido de indenização se soma às tentativas dos advogados de Lula de retaliar os investigadores com representações no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Até agora, o CNMP não deu prosseguimento a nenhuma dessas representações.

“Ao tentar fazer o réu responder a uma ação com pedido de indenização exorbitante, o autor visa interferir nas decisões e medidas adotadas no âmbito da Operação Lava-Jato, criando um receio generalizado de que as ações legítimas contra o autor estarão sujeitas a fortes reações. O verdadeiro fim é intimidar e retaliar, e não compensar o dano moral dito abalado”, diz trecho do documento da AGU, que está atuando no caso a pedido do próprio Dallagnol.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget