\imprensa Viva
.

Em pânico, Dilma apela novamente ao TSE para obter acesso a delações premiadas da Odebrecht



A ex-presidente Dilma Rousseff está inquita com o teor da delação da Odebrecht que se encontra em poder do  Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), relator da ação que investiga o uso de propinas em suas campanhas eleitorais. O executivo Marcelo Odebrecht já confirmou repasses de R$ 150 milhões para a petista, sendo que deste total, R$ 120 milhões eram propina.

A petista, que alegam ser de extrema importância ter acesso ao teor integral das delações, para que se garanta o direito ao contraditório e à ampla defesa, já teve diversos pedidos da mesma natureza negados pelo ministro do TSE.

Também não foi desta vez. O pedido de Dilma já foi inicialmente rejeitado pelo ministro Herman Benjamin, que se recusou a expedir ofício ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), pedindo o compartilhamento dos acordos de colaboração premiada.

Além da ameaça concreta de ter seus direitos políticos cassados por oito anos, a petista também é alvo de pedidos de inquérito, pois seu nome consta na lista enviada por Janto ao STF. Após acolher os pedidos da lista, o caso de Dilma segue direto para Curitiba, sob os cuidados do juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância. É lá que a situação de Dilma pode se complicar ainda mais.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget