\imprensa Viva
.

Dilma passa vergonha na Suíça ao ter que negar em toda esquina as denúncias de corrupção com a Odebrecht



A ex-presidente Dilma Rousseff tem passado por uma série de constrangimentos durante sua passagem por Genebra, na Suíça, esta semana. Por onde quer que ande, a petista é indagada sobre a delação do executivo Marcelo Odebrecht, que confirmou às autoridades brasileiras que se reuniu mais de 100 vezes com a então presidente e disse que ela tinha conhecimento sobre o esquema de corrupção que irrigava suas campanhas eleitorais.

Dilma demonstrou irritação em várias oportunidades em que se viu forçada a responder sobre  os esquemas de corrupção em seu governo e teve que negar as acusações que pesam contra ela até o momento.

- Eu jamais pedi propina ou recebi propina. Nenhum deles pode dizer que eu conversei sobre isso - disse, referindo-se aos delatores da Operação Lava-Jato, que agora também são ouvindo no julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre o uso de dinheiro roubado da Petrobras em sua campanha de 2014.

Antes de conceder qualquer entrevista, os assessores de Dilma combinam com os jornalistas os tipos de perguntas que poderão ser feitas, mas alguns profissionais concordam apenas para ter acesso à petista. Este seria o motivo de tanta irritação de Dilma, que já deu broncas homéricas em seus auxiliares por conta de situações "desagradáveis" que tem enfrentado com jornalistas "inconvenientes".


_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget