\imprensa Viva
.

Comércio comemora explosão de vendas com iniciativa do governo de liberar saques do FGTS.



O comércio em todo o Brasil experimentou esta semana um grande alívio, após mais de um ano de crise econômica. Os comerciantes de todas as partes do país já consideram que a iniciativa do governo Temer de liberar saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) significou quase um segundo natal este ano.

Apenas nesta primeira rodada de liberação de recursos, mais de 3,3 milhões de brasileiros receberam os recursos do seu FGTS de contas inativas. Segundo a Caixa Econômica, o volume já entregue a população deve superar os R$ 4 bilhões neste fim de semana.

O movimento no comércio em em shoppings centers de todo o país já é considerado o segundo melhor nos últimos 15 meses. Além das pessoas que sacaram nas agências e canais de autoatendimento, a Caixa Econômica Federal depositou mais de R$ 2 bilhões nas contas poupança de 1,9 milhão de pessoas nesta fim de semana, o que irá estender os benefícios para o comércio e para empresas que confirmaram a queda na inadimplência. Muitos clientes já quitaram contas atrasadas e outros deram início as negociações de suas dívidas.

Todo este aquecimento ainda vai se repetir ao longo do ano, comemoram os comerciantes. Até o momento, apenas os beneficiários que nasceram em janeiro e fevereiro e estão no primeiro lote de pagamentos. A previsão é que os saques dos beneficiários nascidos nesses dois meses totalizem R$ 6,96 bilhões, equivalente a 15,9% do total disponível, de acordo com a Caixa.

Os demais receberão de acordo com o calendário de saques divulgado pela Caixa. O cronograma de saques se estende até o dia 31 de julho e varia de acordo com a data de nascimento dos trabalhadores. Isto significa que a retomada na economia será alavancada por mais de R$ 40 bilhões que serão despejados no mercado até o meio do ano. Comerciantes já falam em novas contratações a partir do próximo mês. O aumento no consumo deve se refletir ainda na indústria. Com o aumento nas encomendas, as empresas serão forçadas a contratar mais mão de obra para dar conta da repentina alta da demanda.

Associações comerciais admitem que o governo Temer fez uma jogada de mestre entregando ao trabalhador seu próprio dinheiro, sem criar nenhum programa que afetasse as contas públicas. O alto volume dos saques comprova que a população estava mesmo no limite dos gastos. A medida beneficia ainda milhões de trabalhadores que foram duramente afetados consequência da crise deixada pelos governos do PT. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget