\imprensa Viva
.

Aliados de Lula querem levar milhares de militantes para Curitiba para impedir a prisão do petista



O presidente nacional do Partido da Causa Operária (PCO), Rui Costa Pimenta, deu início a uma campanha na qual convoca militantes da esquerda para promover um "ato monstro” para impedir que o juiz Sérgio Moro prenda o ex-presidente Lula durante seu depoimento, dia 3 de maio, na Justiça do Paraná.

Rui Costa publicou um vídeo nas redes sociais e fala em levar “100 mil” guarda-costas impeçam “o vigarista” de prender Lula. Ignorando o artigo 286 do Código Penal que prevê detenção de três a seis meses ou multa pelo crime de incitar, publicamente , a prática de crime, o presidente do PCO, sem tirar o traseiro da cadeira, incita a desordem: ocupar Curitiba e não deixar prender Lula.

“Não podemos baixar a cabeça diante de um vigarista que trabalha visivelmente para as grandes potências estrangeiras, criar um verdadeiro tribunal de exceção e prender o principal dirigente popular do País. Quer a gente concorde ou não, como é o caso da gente, que não concorda com muita coisa que ele fala, não se pode deixar prender o principal dirigente do PT, sem falar no Delúbio, Dirceu, Vaccari, tem que se exigir a libertação dessa gente”, conclama o dirigente operário no vídeo que está sendo replicado nas páginas de ativistas da esquerda nos últimos dias.

No vídeo Rui Costa Pimenta diz que há “uma ameaça muito grande” na ida de Lula a Curitiba para depor perante o juíz Sérgio Moro, no próximo dia 03 de maio.
“O juiz Sérgio Moro chamou Lula a Curitiba mais ou menos com a seguinte intenção: se der, eu prendo”, diz Costa Pimenta na análise política da semana. Diz não ser redundante enfatizar que a prisão de Lula será o sinal de largada para um ataque generalizado e frontal as forças de esquerda no Brasil. Diz ainda que uma coisa é prender uma figura secundária, mas é inadmissível a prisão de Lula.

Reconhecendo que Lula não é mais um símbolo da política nacional, mas sim um símbolo da corrupção no país, Rui Costa admite que caberá aos militantes e ativistas da esquerda tentar defender o petista, réu em cinco ações penais e alvo de outros três inquéritos na Justiça. “Não devemos esperar por uma reação popular espontânea . A nossa palavra de ordem o que é? Organizar caravanas de todo País, organizar um ato monstro em Curitiba. As pessoas devem cercar Lula, precisa ter 50, 60, 100 mil guarda-costas, mas ninguém deve chegar nem perto dele. A palavra de ordem tem de ser: não vai prender!”, orienta o presidente do PCO.

Rui Costa não é o primeiro idiota a manifestar uma ideia mirabolante para impedir a prisão de Lula. O ex-ministro Ciro Gomes já até falou em sequestrar o ex-presidente para livrá-lo do alcance dos braços da Justiça.




_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget