\imprensa Viva
.

Sérgio Cabral está quase alcançando Lula na disputa pelo título de mais corrupto do Brasil e já é réu quatro vezes



O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral alcançou esta semana um número exuberante de ações penais na Justiça e tornou-se réu pela quarta vez e ameaça e hegemonia de Lula na disputa pelo posto de político mais corrupto do Brasil. O ex-presidente é réu em cinco ações penais, mas tem uma larga vantagem sobre Cabral por ser alvo de outros três inquéritos em andamento.

Lula deve ser denunciado pela sexta vez nos próximos dias, no processo relativo ao sítio de Atibaia. Caso o juiz federal Sérgio Moro acolha mais esta denúncia em fase de formulação pelo Ministério Público Federal, Lula se distancia mais ainda do bafo quente de Sérgio Cabral em seu cangote. Além de se tornar réu pela sexta vez, Lula ficaria ainda com a "vantagem" de mais dois processos em andamento, que podem levá-lo a condição de hors concours no quesito de político mais corrupto do país, tornando-se detentor de oito títulos de réu em ações penais.

A organização criminosa comandada por Lula também é bem maior que a quadrilha comandada por Cabral. Somente no esquema criminosos que vitimou a Petrobras, a ORCRIM  de Lula já teve dezenas de presos na Lava Jato, entre ex-tesoureiros do PT, ex-ministros petistas e empreiteiros parceiros dos governos de Lula e Dilma ao longo dos últimos treze anos. Os valores movimentados pela organização criminosa comandada por Lula também são bem mais expressivos que os que circularam nos esquemas de Cabral. Só os cerca de R$ 7 bilhões que a Odebrecht se comprometeu a devolver aos cofres públicos já fazem com que os R$ 300 milhões de Cabral pareçam trocados.

Lula está tão acima de Cabral na corrida pelo posto de maior ladrão do Brasil que até as investigações em curso apontam que a organização criminosa de Cabral, Cavendish e Eike Batista funcionava como uma "pequena" célula dentro da mega organização criminosa de Lula.

Na Lava Jato, Lula é acusado de receber propina para seu enriquecimento ilícito, bem como de estruturar e comandar esquema ilícito de pagamento de propina em benefício de partidos políticos, políticos e funcionários públicos. Ao final de todos os processos, Lula pode figurar como autor de mais de 600 operações envolvendo crimes de lavagem de dinheiro.  O ex-governador ainda está bem longe desta marca e aparece na denúncia criminal como autor de apenas 184 crimes de lavagem de dinheiro.

A quarta denúncia criminal contra Cabral  apresentada hoje pelo Ministério Público Federal (MPF) foi aceita esta semana pelo  juiz federal Marcelo da Costa Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, Agora, o peemedebista é réu em quatro ações penais, sendo três em tramitação no Rio e uma em Curitiba. Lula ainda está na frente e e réu em duas ações penais em Brasília e três em Curitiba. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget