\imprensa Viva
.

Rodrigo Maia recebeu propina por obra do Estádio Olímpico do Engenhão, segundo delação de Fernando Cavendish



O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, está cada vez mais enrolado. Após ter sido alvo da delação da Odebrecht, o deputado do DEM entra na mira de mais um empreiteiro milionário. O empresário Fernando Cavendish, dono da empreiteira Delta, começa a ensaiar as tratativas para seu inevitável acordo de delação premiada e promete revelar detalhes sórdidos sobre como conseguiu  contratos de obras de grande porte, como a construção do Estádio Olímpico do Engenhão.

O acordo do empresário foi proposto inicialmente aos procuradores do Ministério Público Federal no Rio de Janeiro e já está em fase de negociação. Mas ao que tudo indica, os primeiros relatos serão capazes de destronar o um dos principais elementos da linha sucessória da Presidência da República.

Fernando Cavendish afirma que efetuou repasses de propina a Rodrigo Maia como forma de gratidão por contratos milionários obtidos junto ao pai do deputado, Cesar Maia, quando ele era prefeito do Rio. Em prisão domiciliar há seis meses,  Cavendish é alvo de uma investigação federal sobre milionários contratos da Delta obtidos à base de propinas pagas a autoridades.

Cavendish também confirmou em sua negociação de delação premiada, que, em 2009, pagou um anel de 800.000 reais para que o então governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, presenteasse a então primeira-dama, Adriana Ancelmo;
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget