\imprensa Viva
.

Polícia Federal acusa Lula Dilma de crime de obstrução de Justiça em relatório enviado ao Edson Fachin, do STF



A Polícia Federal apontou os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff como responsáveis pela prática de crime de obstrução de Justiça. A acusação consta de um relatório de 47 páginas enviado ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin. A PF sustenta que Lula e Dilma provocaram 'embaraços ao avanço das investigações da Operação Lava Jato'.

Além dos dois ex-presidentes, a Polícia Federal incluiu uma acusação contra o ex-ministro petista Aloizio Mercadante pelos crimes de tráfico de influência e também por obstrução de Justiça. Polícia Federal. No relatório encaminhado a Fachin, o delegado da PF, Marlon Oliveira Cajado dos Santos, do Grupo de Inquéritos da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, pede que Lula, Dilma e Mercadante sejam denunciados criminalmente, na Justiça comum, já que nenhum deles possui prerrogativa de foro privilegiado.

O delegado da PF também encaminhou o mesmo relatório com o inquérito ao procurador-geral da República Rodrigo Janot. Segundo matéria publicada no Estadão (aqui) o inquérito teve como base de investigação três episódios em que os acusados agiram para obstruir a Lava Jato: 1) o teor da conversa gravada entre Mercadante e o ex-chefe de gabinete de Delcídio no Senado, ocorrida em 28 de dezembro de 2015 – 33 dias depois da prisão de Delcídio; a nomeação de Lula para o cargo de ministro-chefe da Casa Civil do governo Dilma; e a indicação do ministro Marcelo Navarro Ribeiro Dantas para o Superior Tribunal de Justiça, episódio envolvendo o ex-presidente da Corte, ministro Francisco Falcão.

Dilma teria nomeado Navarro com a missão de livrar o empreiteiro Marcelo Odebrecht da prisão.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget