\imprensa Viva
.

Os grandes talentos da era PT caem feito moscas. Depois de Marcelo Odebrecht, Eike Batista, é a vez de Joesley Batista



O Ministério Público Federal, MPF, pediu nesta segunda-feira, 06, o afastamento do empresário Joesley Batista do comando da J&F, controladora da Fribaoi e o bloqueio de bens no valor de R$ 3.84 bilhões do empresário. Acompanhe abaixo um trecho do pedido do procurador Anselmo Henrique, que estendeu medidas semelhantes a José Carlos Grubisich Filho, ex-Braskem e atual presidente da Eldorado Celulose. O empresário Joesley Batista pode ter o mesmo destino de um outro talento revelado durante os governos do PT de Lula e Dilma: Seu xará Eike Batista.

"Por todo o exposto, declarado o descumprimento dos referidos termos de ciência e compromisso, por violação aos deveres anexos à boa-fé processual, mormente porque as ações de compliance foram realizadas fraudulentamente pelos ora investigados, que se utilizaram da contratação do serviço de auditoria independente como forma de ser construída uma tese de defesa para os fatos que estão sendo imputados aos ora investigados e, em prejuízos ainda maiores ao Poder Público com a conclusão das investigações nas Operações Sépsis, Greenfield e Cui Bono, o Ministério Público Federal requer que esse MM. Juíze determine: 

(1) A proibição dos investigados JOESLEY MENDONÇA BATISTA (CPF n.º 376.842.211-91) e JOSÉ CARLOS GRUBISICH FILHO (CPF nº 931.524.778-72) manterem qualquer tipo de comunicação entre si e com quaisquer outros investigados das Operações Greenfield, Sépsis e Cui Bono (ressaltando-se que essa proibição não alcança mais Wesley Mendonça Batista); 

(2) O bloqueio das ações pertencentes a JOESLEY MENDONÇA BATISTA (CPF 376.842.211-91) na holding J&F, por meio de comunicação oficial à CVM (para que o bloqueio se operacionalize nesse caso por meio do sistema SOF-CEI) e à própria holding; 

(3) O bloqueio dos bens, ativos, contas bancárias, títulos mobliários e investimentos pertencentes a JOESLEY MENDONÇA BATISTA (CPF 376.842.211-91) e JOSÉ CARLOS GRUBISICH FILHO (CPF nº 931.524.778- 72), por meio do BACEN JUD, da CENTRAL NACIONAL DE INDISPONIBILIDADE DE BENS – CNIB – e da comunicação oficial à CVM (para que o bloqueio se operacionalize nesse caso por meio do sistema SOF-CEI), em montante suficiente para recompor em R$ 3.834.296.737.493,94 (três bilhões, oitocentos e trinta e quatro milhões, duzentos e noventa e seis mil, quatrocentos e noventa e três reais e noventa e quatro centavos) o prejuízo experimentado pelos Fundos de Pensão, o FGTS e a Caixa Econômica Federal;
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget