\imprensa Viva
.

O careca vai delatar. Eike Batista sabe que não conseguirá benefícios sem abrir esquema com Dilma e Lula no BNDES



O ex-bilionário Eike Batista ainda não recebeu nenhuma visita no presídio de Bangu 9, onde se encontra preso desde o dia 30. O próprio Eike pode ter desencorajado seus parentes e amigos fossem visitá-lo. Por vergonha, constrangimento ou mesmo puro senso prático.

E por falar em senso prático, Eike também sabe que dificilmente conseguirá avançar nas tratativas de um acordo de delação premiada sem incluir outros nomes no cardápio. O ex-bilionário não conseguirá nenhum benefício oferecendo informações sobre seus esquemas com o ex-governador Sérgio Cabral por um motivo bem simples: a Polícia Federal já sabe praticamente tudo sobre o esquema e o próprio Cabral já se prontificou a esclarecer outros detalhes em seu acordo de delação.

Não seria interessante para o Ministério Público Federal colher as mesmas informações de duas fontes distintas e oferecer benefícios a ambas. Neste cenário, caberá a Cabral esclarecer sua parceria criminosa com Eike Batista, além de outras falcatruas envolvendo os ex-presidentes Lula e Dilma.

No caso de Eike, o MPF e a Polícia Federal sabem que seu arsenal de informações "interessantes" sobre suas relações com os governos petistas é muito mais atraente, sob o ponto de vista das investigações. Afinal, é para isso que serve um acordo de delação premiada: ajudar as autoridades a esclarecer crimes insolúveis, o que não é o caso dos crimes do ex-governador Sérgio Cabral.

Segundo o senador Ronaldo Caiado, "A jóia da corrupção do governo PT, o BNDES, deve ser alvo principal da delação de Eike. Ele sabia como poucos como funcionava o esquema de privilégios e crédito farto aos amigos do PT"

Neste momento, Eike reflete sobre suas alternativas em uma cela comum no complexo de presídios de Bangu, na Zona Oeste. Como bom jogador, o ex-bilionário sabe que as chances de que algum de pedidos de habeas corpus prospere são de praticamente zero. Por outro lado, o peso de sua eventual pena pelos crimes que cometeu só poderá ser amenizado com um contrapeso decente. Na base do "eu te dou isso e você me tira isso", Eike faz suas contas.

Existe ainda o temor de que outros delatores ofereçam algumas informações antes dele. O método do MPF privilegia os peixes pequenos nestes casos. Isto significa que se Eike oferecer alguma informação já em negociação com outros delatores, a preferência será para os peixes pequenos. Peixe grande tem que contribuir com informações mais relevantes. E isto, Eike Batista tem de sobra. sua sorte foi lançada e quanto mais tempo demorar para chegar a estes conclusões, mais tempo amargará na cela comum do presídio de Bangu ao lado de outros criminosos. Pagando cigarros, remédios e outros "favores" aos colegas de cela e seus parentes.

Eike não está suportando ser mordido pelo mesmo pernilongo que acabou de morder um miliciano qualquer.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget