\imprensa Viva
.

Medidas judiciais contra Lula podem ser suspensas após a morte de sua esposa, Marisa Letícia


O ex-presidente Lula deve ser poupado de medidas judiciais ao longo dos próximos dias, em virtude da morte de sua esposa Marisa Letícia, que sofreu um AVC no último dia 24 e veio a falecer no dia 2 deste mês.

A adoção de critérios "diferenciados" por parte das autoridades já ocorreu durante a prisão do ex-ministro Guido Mantega, que chegou a ser detido detido durante a 34ª fase da Lava-Jato em setembro do ano passado. Na ocasião, Mantega acompanha a mulher em um procedimento no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Por considerar especiais as circunstâncias em que o petista foi detido, o ex-ministro teve sua prisão revogada pelo juiz Sergio Moro, que e determinou a soltura imediata de Mantega.

No caso do derrame sofrido pela ex-primeira dama Marisa Letícia, setores do PT já fizeram uso político do caso e atribuíram o derrame da mulher de Lula a pressões sofridas pelas investigações da Lava Jato. Tal comportamento é um indicativo claro de que qualquer medida contra Lula neste momento seria amplamente exploradas pelos aliados do petista para reforçar a narrativa de que o ex-presidente é alvo de uma implacável perseguição política no Brasil.

Lula também deve explorar as visitas de líderes políticos ao Hospital Sírio-Libanês que foram lhe prestar as condolências. O petista recebeu visitas de ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do presidente Michel Temer. Durante a visita, Lula pediu que Temer lhe chame sempre que precisar de conselhos. A tentativa de Lula de se aproximar de Temer contraria setores do PT, mas ele não está nem aí para isso. Sua ideia conseguir maior visibilidade e demonstrar que ainda possui prestígio e influência política.


_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget