\imprensa Viva
.

Marcelo Odebrecht confirmou: Dilma lhe cobrou propina pessoalmente e se elegeu com dinheiro roubado da Petrobras



A ex-presidente Dilma Rousseff e milhões de petistas que tinham consciência sobre os esquemas ilícitos mantidos pelo PT para se manter no poder estão prestes a serem desmascarados perante a nação. O ex-presidente do Grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, deve confirmar em seu depoimento ao ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que Dilma não é uma mulher honesta.

O ministro do TSE) tem um encontro com  o empresário Marcelo Odebrecht, um dos delatores da Operação Lava Jato, na ação que investiga o uso de dinheiro roubado na campanha de Dilma. A oitiva deve ser realizada no dia 1º de março, às 14h30, na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), em Curitiba;

Na prévia de seu acordo de delação, o empreiteiro Marcelo Odebrecht confirmou que Dilma lhe cobrou pessoalmente contribuições por meio de caixa 2 para pagar dívidas de  campanha com o marqueteiro João Santana e sua esposa, Mônica Moura. O dinheiro foi depositado em contas do casal no exterior.

Além do dinheiro recebido de Marcelo Odebrecht, João Santana e Mônica Moura confirmaram que também receberam U$ 4.5 milhões do empresário Zwi Skornicki oriundos de propinas da Petrobras.

Na sequência de revelações, o empresário Augusto Mendonça Neto, do grupo Setal, confirmou em depoimento ao juiz Sérgio Moro que o engenheiro Zwi Skornicki foi usado para repassar propina para a diretoria de Serviços da Petrobras, comandada pelo PT, em pelo menos dois contratos de fornecimento de plataforma fechados pelo consórcio Fels Setal/Technip, a P-51 e a P-52, por cerca de US$ 1,6 bilhão. Zwi Skornicki responde por corrupção e lavagem de dinheiro por ter repassado U$ 4,5 milhões (R$ 15,2 milhões) a uma conta do publicitário João Santana na Suíça, não declarada no Brasil.

Mais adiante, o próprio Zwi  Skornicki confirmou à força-tarefa da Lava-Jato que o então tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, lhe pediu US$ 4,5 milhões para ajudar a financiar a campanha pela reeleição de Dilma Rousseff em 2014 e que o pagamento foi feito diretamente a Santana.

Já o empresário Marcelo Odebrecht, a pedido de Dilma, entregou com outros R$ 12 milhões a título de pagamento de dívidas que a petista tinha com o casal de marqueteiros. As informações prestadas por Marcelo Odebrecht forma confirmadas pelo casal de marqueiros de Dilma, que a pressionaram para pagar as dívidas da campanha de 2010 como condição para fazer sua campanha de 2014. Segundo o próprio Marcelo, entre o primeiro e o segundo turno da eleição de 2014, o tesoureiro da campanha de Dilma, Edinho Silva, cobrou dele uma doação “por fora” no valor de R$ 12 milhões para serem repassados ao marqueteiro João Santana. O empreiteiro se recusou a fazer o repasse, mas diante da insistência de Edinho disse que iria procurar Dilma.  Dias depois, em encontro pessoal, o empreiteiro e a ex-presidente mantiveram a conversa abaixo:

– Presidente, resolvi procurar a sra. para saber o seguinte: é mesmo para efetuar o pagamento exigido pelo Edinho?, perguntou Odebrecht.

– É para pagar, respondeu Dilma.

A revelação feita por Marcelo Odebrecht implica pessoalmente a ex-presidente Dilma numa operação de caixa dois na eleição de 2014 – o que configura crime.  Aos procuradores da Lava Jato, o empresário afirmou que a mandatária exigiu R$ 12 milhões para a campanha durante encontro privado entre os dois. A conversa ocorreu depois do primeiro turno da disputa presidencial. O recurso, segundo Odebrecht, abasteceu o caixa paralelo de Dilma e serviu para pagar o marqueteiro João Santana.

O dinheiro repassado por Marcelo Odebrecht também tinha origem em propinas por contratos superfaturados obtidos pelo Grupo junto ao governo Dilma com a Petrobras. Ao saber que foi implicada em todas estas delações, a ex-presidente Dilma Rousseff tentou colocar a culpa no PT e sugeriu que o partido precisava rever seus erros históricos e seus métodos de financiamentos de campanha. Mesmo desmascarada, a petista continua mentindo. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget