\imprensa Viva
.

Lula se complica ao esquecer de combinar versão com caseiro do sítio em Atibaia. Maradona entrega petista sem querer



A situação do ex-presidente deve se complicar ainda mais na próxima denúncia criminal que está prestes a ser oferecida pelo Ministério Público Federal relativa ao sítio de Atibaia. Segundo fontes ligadas a Lava Jato, esta será uma das denúncias mais completas, mas recheada de provas e delações feitas até hoje contra o petista.

São tantas as provas e evidências, que os casos mais prosaicos acabam ganhando maior destaque. Um deles foi quando a polícia ambiental esteve no sítio em Atibaia para inspecionar a área em que foi construído um anexo com quatro suítes no final de 2010. Os agentes foram acompanhados pelo caseiro do sítio, conhecido como Maradona.

No momento em que os policiais solicitaram ao caseiro o número de telefone do dono da propriedade, o inocente Maradona forneceu o número do celular do advogado de Lula, Cristiano Zanin, genro de Roberto Teixeira, o homem por trás de todas as transações imobiliárias do ex-presidente e réu na Lava Jato. Como imaginava se tratar de algum problema com a Justiça, o caseiro deu logo o número dos advogados do patrão.

Pelo visto, o caseiro desconhecia a versão combinada entre Lula e membros do PT, que alegam que o sítio pertence a Fernando Bittar e Jonas Suassuna, que não tem Cristiano Zanin como advogado.

Embaraçado, Zanin disse que não entende a razão pela qual seu número de celular foi fornecido à equipe de fiscalização pelo caseiro Maradona.

— Deve ter havido algum equívoco. Não sou responsável pelo sítio nem advogo mais para os proprietários. Meu escritório prestou consultoria na época da compra e venda. Pode ser que eles tivessem lá na portaria o número do telefone — afirmou Zanin.

Informado que não havia sido entregue o telefone de seu escritório, mas sim o de seu celular, ele respondeu:

— Eu não tenho como explicar isso. - afirmou o advogado de Lula.


Na mesma semana, Lula esteve com Jacó Bittar, seu velho amigo e pai de Fernando, sócio de Lulinha e proprietário formal do sítio de Atibaia. A visita teria sido para, supostamente, combinar a versão sobre sobre quem é de fato o dono do sítio. Lula só se esqueceu de combinar a mesma versão com Maradona, o caseiro.

Esta passagem pitoresca da investigação sobre o sítio em Atibaia deve integrar a denúncia criminal do Ministério Público Federal contra Lula que deve ser apresentada nos próximos dias. Com tanta riqueza de detalhes, é bem provável que o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato, acolha a denúncia antes mesmo de ler todo o conteúdo. Neste caso, Lula se tornará réu pela sexta vez, deixando seu amigo Sérgio Cabral para trás na disputa pelo posto de mais corrupto do Brasil.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget