\imprensa Viva
.

Lula não se cansa de se expor ao ridículo e quer ser reconhecido como ministro do governo Dilma



O ex-presidente Lula não é uma pessoa inteligente. As pessoas que assessoram Lula não são inteligentes. Os brasileiros que ainda dão atenção aos espetáculos de Lula também não são pessoas inteligentes.

Alguém ligado ao petista teve a brilhante ideia de explorar politicamente o fato da nomeação de Moreira Franco ao cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência. Citado na Lava Jato, os petistas insinuam que Temer lhe deu o cargo apenas para lhe assegurar o foro privilegiado. Na cabeça de Lula e dos demais petistas, Temer agiu exatamente como Dilma ao nomear o ex-presidente Lula para o cargo de ministro-chefe da Casa Civil. A posse de Lula foi cancelada após a divulgação de uma gravação em que Dilma combinava todo o esquema com Lula. A situação ficou configurada como uma tentativa de obstrução de Justiça, pois caso Lula se tornasse ministro, ficaria livre do juiz Sérgio Moro.

Pois bem. É ai que começam as trapalhadas petistas. Se por um lado, Lula e os membros do partido criticaram a nomeação de Moreira Franco, por outro defendem a nomeação de Lula feita por Dilma em março do ano passado. Os advogados de Lula pediram ao Supremo Tribunal Federal (STF) que a Corte corrija o “erro histórico” que alega ter sido cometido com a suspensão da sua nomeação e posse como ministro no governo Dilma Rousseff.

No pedido, os advogados de Lula, Roberto Teixeira (réu na Lava Jato) e Cristiano Zanin, classificam a decisão que suspendeu a posse de Lula como um “erro histórico cometido por esta Excelsa Corte [STF]”.
Lula, “à época dos fatos, preenchia todos os requisitos previstos no Artigo 87 da Constituição Federal para o exercício do cargo de Ministro de Estado, além de estar em pleno exercício de seus direitos políticos”, diz a defesa. “Ademais, [Lula] sequer era indiciado, denunciado ou mesmo réu em ação penal”, concluíram os advogados.

O pedido de Lula foi feito na segunda-feira, 6,  e defende que o petista seja reconhecido como ministro. Além de se expor ao ridículo trazendo a tona um dos episódios mais vergonhosos de sua carreira, Lula também evoca a imagem de Dilma ostentando um papel feito às pressas, sem brasão da República e sem qualquer valor jurídico para justificar o gesto de desespero.




_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget