\imprensa Viva
.

Lula e Dilma desafiam bom senso dos brasileiros. Dois sem vergonha no poder, graças ao dinheiro roubado da Petrobras



As investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal revelaram que o ex-presidente Lula, a ex-presidente Dilma e vários expoentes do PT se elegeram com dinheiro roubado da Petrobras. Não é apenas uma ou duas frentes de investigação que comprovam que os petistas adotaram práticas criminosas para se manterem no poder ao longo dos últimos treze anos.

Em uma delas, a Odebrecht confirmou com provas e depoimentos que repassou cerca de R$ 128 milhões de reais ao PT apenas entre 2008 e 25 de novembro de 2013 apenas por intermédio do ex-ministro petista Antonio Palocci. Segundo os investigadores, há ainda um saldo de 70 milhões de reais dessa planilha, cujo destino precisa ser investigado.

“Surgiram provas, em cognição sumária, de que ele [Palocci] recebia e era responsável pela coordenação dos recebimentos por parte de seu grupo político de pagamentos subreptícios pelo Grupo Odebrecht”, afirma o juiz federal Sérgio Moro em despacho.

Em outra frente de investigação, Dilma também teria sido beneficiada com cerca de R$ 35 milhões apenas para conquistar dois minutos e 59 segundos para sua campanha na propaganda eleitoral na televisão de 2014. O parceiro principal das atividades criminosas que garantiram a manutenção do PT no poder era o empresário Marcelo Odebrecht, à época presidente da empreiteira que desviou bilhões de reais dos cofres públicos com a ajuda de Lula e Dilma.

Marcelo Odebrecht manteve uma reunião em 2014 com Alexandrino Alencar, então diretor de Relações Institucionais da empreiteira e o tesoureiro da campanha de Dilma Rousseff à reeleição, Edinho Silva (PT). Na ocasião, o tesoureiro de Dilma foi claro ao afirmar que precisava de 35 milhões de reais para garantir a adesão de cinco partidos à chapa da petista e, assim, conquistar dois minutos e 59 segundos de propaganda eleitoral na televisão. A divisão foi feita de forma igualitária, 7 milhões de reais para cada sigla (Pros, PCdoB, PRB, PDT e PP).

A informação sobre o acerto consta do acordo de delação premiada dos dois executivos, homologado na semana passada. A revelação deve complicar ainda mais a situação da ex-presidente Dilma no Tribunal Superior Eleitoral, na ação que analisa precisamente se houve abuso de poder político e econômico na eleição de 2014. Dilma foi a responsável pela contratação de gráficas fantasmas e também é a única responsável pelas declarações por ela prestadas à Justiça Eleitoral.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget