\imprensa Viva
.

Lula deve se tornar alvo de uma avalanche de delações após divulgação do acordo da Odebrecht.



A expectativa de que o ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin torne logo público o teor das delações dos 77 executivos da empreiteira Odebrcht tem gerando ansiedade no meio político. Executivos do Grupo tem pressa e torcem para que o sigilo sobre as confissões contidas no acordo seja levantado o quanto antes.

O procurador regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima é outro que torce pelo fim do sigilo em torno do acordo de colaboração da empreiteira e adianta que que as revelações feitas pelos executivos da Odebrecht em mais de 900 depoimentos vão causar um verdadeiro tsunami na política brasileira.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ainda não pediu levantamento do sigilo de nenhum dos depoimentos, mas já deixou claro que defende a publicidade para os citados que não possuem foro privilegiado. É exatamente este o cenário que os ex-presidentes Lula e Dilma, além de vários ex-ministros petistas mais temem. Como nenhum deles possui prerrogativa de foro, a divulgação das confissões sobre seus crimes, sobretudo nas delações de Emílio e Marcelo Odebrecht, pode desencadear uma avalanche de novas delações contra Lula, Dilma e a cúpula petista.

Além dos dois ex-presidentes, serão diretamente implicados nas delações outros membros do PT que já estão presos, como o ex-tesoureiro João Vaccari Neto e os ex-ministros José Dirceu e Antonio Palocci. Além destes, que conhecem detalhes sórdidos sobre as trajetórias de Lula e Dilma, outros presos como o operador de propinas do PT na Petrobras, Renato Duque, o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, o ex governador do Rio, Sérgio Cabral e o ex-bilionário Eike Batista também devem correr para oferecer "novidades" sobre o envolvimentos de Lula em seus crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Por enquanto, ainda há o receio de que Lula consiga escapar incólume até as eleições de 2018. Há entre alguns presos inclusive a esperança de que o petista consiga ganhar as eleições e assinar um indulto presidencial para todos. Mas caso Lula caia em desgraça com a delação da Odebrecht, o que é mais provável, todos vão correr atrás de benefícios de redução de penas na Justiça. Neste cenário, Lula não será apenas prejudicado, mas completamente destruído com revelações que nem mesmo os membros da força-tarefa da Lava Jato são capazes de supor. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget