\imprensa Viva
.

Dilma na cadeia. Marcelo Odebrecht confirma R$ 50 milhões em propina para a petista. Isto só em uma negociação



A ex-presidente Dilma Rousseff deve responder criminalmente por sua eventual participação em esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro para obter recursos para suas campanhas eleitorais.
Detalhes da delação do empresário Marcelo Odebrecht revelam que era ele que cuidava diretamente com Dilma das principais negociações envolvendo repasses de dinheiro roubado da Petrobras para a campanha da petista

Segundo publicação da revista ISTOÉ, "Um capítulo específico da delação premiada de Marcelo, ao qual ISTOÉ teve acesso, mostra que a atuação dele tinha ainda mais capilaridade: o empreiteiro também negociava e autorizava repasses em nome da petroquímica Braskem, braço da Odebrecht em sociedade com a Petrobras. Em sua delação, Marcelo conta como participou pessoalmente da negociação de um pagamento de um caminhão de dinheiro à campanha presidencial de Dilma Rousseff em 2010: um total de R$ 50 milhões em propinas da Braskem em troca de benefícios fiscais para a petroquímica". Este valor é referente a apenas um episódio narrado pelo ex-presidente do Grupo. Em sua delação, há a confissão de outros encontros e repassas milionários para Dilma, inclusive para saldar dívidas de campanha com seus marqueteiros.

A revista atesta ainda que "O depoimento de Marcelo Odebrecht impressiona pela fartura de detalhes. Segundo seu relato, o financiamento “por fora” da campanha de Dilma naquele ano foi arquitetada em parceria com o então ministro da Fazenda Guido Mantega. Inicialmente, Marcelo tinha acionado seu subordinado, o executivo Alexandrino de Alencar, dono de trânsito livre junto ao governo do ex-presidente Lula."

Leia o artigo completo em: ISTOÉ
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget