\imprensa Viva
.

Dilma, Lula e PT roubaram bilhões e destruíram economia do país. Temer está conseguindo consertar, dizem economistas



Enquanto muitos brasileiros ainda estão presos ao debate político ideológico remanescente do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e a posse de Michel Temer no cargo, a equipe que cuida das finanças do atual governo tem conseguido trafegar ao largo deste círculo vicioso e obtido grandes avanços na área econômica.

Enquanto os debates nas redes sociais e em setores da imprensa giram em torno de delações e delatados, o mercado tem reagido muito bem as mudanças promovidas pelo governo na economia e no controle das contas públicas. Os economistas também são unânimes em afirmar que a administração Temer está no caminho certo, independente dos vendavais políticos que sacodem seu governo aqui e ali.

O fato é que, apesar de terem feito parte dos governos anteriores, Temer e sua equipe estão realmente emprenhados e consertar a lambança herdada dos governos petistas de Lula e Dilma. Embora as consequências do caos deixado por Dilma ainda vão causar muitos estragos na vida dos brasileiros nos próximos anos, o governo tem atuado para "minimizar" os danos previsíveis.

Um  estudo do Banco Mundial aponta que entre 2015 e 2017, o número de pessoas pobres no Brasil subirá de 17,3 milhões para 19,8 de pessoas. Em outras palavras, a parcela dos pobres subirá de 7,4%, para 10% no total da população.

Em entrevista à Veja (aqui) o economista Emmanuel Skoufias, especialista em combate à pobreza e coordenador do estudo, a retomada do crescimento econômico deverá voltar a gerar oportunidades de ascensão social para a população mais carente.

Apesar do otimismo, Skoufias lembra que a recuperação só será sustentável se houver equilíbrio nas contas públicas. “A austeridade não é culpada pelo aumento da pobreza”, afirma. “Sem o ajuste nas contas do governo, a pobreza poderia crescer ainda mais no futuro, porque o resultado de finanças públicas desequilibradas seria o aumento da inflação e das taxas de juros – e ambos esses fatores tendem a lesar mais os pobres do que os ricos.”

Os economistas comemoram as conquistas de Temer, considerando o tamanho da crise que herdou e o pouco tempo que está a frente do governo. A inflação está abaixo do centro da meta, o que permite vislumbrar uma taxa de juros de um dígito até o final do ano. Vários setores da economia começam a se mobilizar para recuperar o tempo perdido e preparam novos investimentos. Os estragos feitos pelo PT são enormes, mas não são irreversíveis, apesar dos quase 13 milhões de desempregados e mais de um milhão de empresas falidas. Cínicos,  Lula, Dilma e os petistas culpam o juiz Sérgio Moro e a Operação Lava Jato pela quebradeira. O problema é que o pessoal da força-tarefa baseada em Curitiba não tem nada a ver com contas públicas, déficit fiscal e pedaladas. Tudo isso ocorreu por obra e graça dos petistas incompetentes.

Apesar de terem vergado o Brasil até o limite, Dilma, Lula e o PT foram removidos do poder antes que conseguissem quebrar o país de vez. Temer, apesar de todos os percalços, está conseguindo consertar o estrago feito pelos petistas.


_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget