\imprensa Viva
.

Ex-assessor abre o bico em delação e detona Sérgio Cabral. Assim é a amizade entre corruptos


O ex-assessor especial de Sérgio Cabral, Paulo Fernando Magalhães Pinto Gonçalves, negociou o acordo de delação premiada e já começou a contar os podres dos ex-governador preso em Bangu.

Paulinho era uma espécie de secretário especial de Cabral, mas segundo a Polícia Federal, também atuava como laranja do ex-governador, colocando a disposição cerca de dez empresas que controlava para ocultar a montanha de propina que seu amigo desviara dos cofres públicos. O ex-assessor é o homem por trás da aquisição do famoso iate Manhattan, apreendido pela Polícia Federal.

Avaliado em 5,3 milhões de reais, o iate de 80 pés estava registrado em nome de uma das empresas de Paulinho, a MPG Participações, e ficava ancorado no Condomínio Portobello, onde Cabral possui uma mansão. Após mais de dois meses de cárcere em Bangu 8, Paulinho resolveu abrir o jogo e concordou um firmar um acordo de delação premiada.

As informações que já prestou até o momento, prometem afundar Cabral ainda mais no mar de corrupção em que navegou ao longo da última década. Suspeita-se que o ex-governador possa ter lesado os cofres públicos em mais de R$ 1 bilhão.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget