\imprensa Viva
.

Eike Batista é o novo Marcelo Odebrecht e fará o PT tremer. Empresário confirma intenção de delatar esquema do BNDES



Neste momento, o ex-bilionário Eike Batista se encontra em uma cela de 15 metros quadrados do presídio Bangu 9, em companhia de outros cinco presos. Dormindo numa cama de alvenaria, tendo ao lado um buraco no lugar do vaso sanitário, o empresário deve estar se perguntando como foi parar naquela situação degradante.

Acostumado ao luxo e conforto que seus bilhões puderam lhe proporcionar ao longo dos últimos anos, o empresário deve refletir bastante sobre sua condição e ser visitado por uma série de questionamentos ao longo dos próximos dias, semanas, meses...

Ainda no aeroporto JFK em Nova York, Eike Batista já havia manifestado seu interesse em "saldar" suas dívidas com a sociedade e cooperar com as autoridades brasileiras e afirmou  que vinha para o Brasil para "mostrar o que é. Tá na hora de mostrar e ajudar a passar as coisas a limpo". Estou voltando por que, sinceramente, eu vou mostrar como são as coisas".

Se antes mesmo de se embarcar para o Brasil, o empresário já estava definitivamente munido da disposição do cooperar com as autoridades e revelar de que modo se envolveu na organização criminosa que dominou a política brasileira ao longo dos últimos anos, o que dizer agora que se encontra em uma cela decrépita em um presídio da Zona Norte do Rio?

Eike está em companhia de milicianos famosos, como os responsáveis pela morte do menino João Hélio e pelo assassinato da juíza Patrícia Acioli. Está literalmente no meio de bandidos e sabe que outros "bandidos" com os quais atuou ainda estão do lado de fora, impunes.

Neste momento, sua mente está a rememorar fatos e personagens que o empurraram para a atual condição. Pessoas que lhe diziam que era possível obter as coisas mais facilmente, caso estivesse disposto a colaborar com pequenas comissões.

Se antes de se chocar com sua atual realidade, o empresário já estava disposto a delatar seus companheiros do mundo do crime, agora então... Sua disposição de incluir outros nomes entre o daqueles que pretendia delatar é uma constatação óbvia. Quanto maior o peixe, quanto maior o volume de dinheiro que saiu do BNDES em esquemas ilícitos, maiores são suas garantias de que se livrará do inferno da prisão mais rapidamente. E é exatamente isso que preocupa o PT de Lula e Dilma.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget